Simule e contrate

G1 > Economia


Cinco vagas são ofertadas para atuação no Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Hortoprev). Inscrições seguem até 9 de março, pela internet. Hortoprev em Hortolândia (SP) está com concurso público aberto. Reginaldo Prado Um concurso público seleciona cinco novos profissionais para o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais (Hortoprev) de Hortolândia (SP). As oportunidades são oferecidas em diversos cargos; o destaque é a função de assessor jurídico, cujo salário é de R$ 9.777,24. Veja as vagas abaixo. As inscrições está abertas e podem ser realizadas exclusivamente pela internet até o dia 9 de março. A prova está prevista para acontecer em 26 de abril. Além das cinco vagas, os classificados poderão ser convocados em futuros cargos. Segundo a prefeitura, o Hortoprev é a autarquia responsável por recolher, pela gestão e também pela aplicação das contribuições previdenciárias dos servidores públicos ativos e inativos. Acesse o edital do concurso público As taxas de inscrição variam entre R$ 44,50 (ensino fundamental), R$ 56,50 (ensino médio) e R$ 82,20 (ensino superior). A prova será realizada pela Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp). Veja as vagas disponíveis Ajudante de serviços gerais - 1 vaga Necessário ensino fundamental completo Salário de R$ 2.096,86 Assistente técnico administrativo - 2 vagas Necessário ensino médio completo Salário de R$ 2.862,03 Fiscal previdenciário - 1 vaga Necessário ensino médio completo Salário de R$ 3.537,91 Assessor jurídico - 1 vaga Necessário ensino superior completo e registro na OAB Salário de R$ 9.777,24 Carga horária e benefícios A jornada de trabalho será de 40 horas por semana para os cargos: ajudante de serviços gerais, assistente técnico administrativo e fiscal previdenciário. Já para o cargo de assessor jurídico, a jornada é de 30 horas semanais. Os profissionais classificados e convocados terão direito a vale-transporte, cesta básica e plano de saúde. Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas

A companhia registrou um ganho de US$ 28 milhões no 4º trimestre de 2019. A Bloomin’ Brands, dona da rede de restaurantes Outback, informou nesta terça-feira (18) que as vendas comparáveis no Brasil cresceram 4,9% no quarto trimestre de 2019, em comparação ao mesmo trimestre de 2018, impulsionando o lucro líquido da companhia, que avançou 157% no trimestre, para US$ 28 milhões. Loja do Outback em Jundiaí, no interior de São Paulo Divulgação A receita da Bloomin’ Brands nas operações internacionais cresceu 3% para US$ 111,4 milhões, enquanto avançou 0,67% nos Estados Unidos, para US$ 910,7 milhões. A receita total da companhia no trimestre foi de US$ 1,02 bilhão, subindo 0,9% em relação ao mesmo período de 2018. O volume de clientes nos restaurantes da empresa no Brasil avançou 8,2%, mas o tíquete médio gasto por pessoa recuou 3,3%. No quarto trimestre, a margem operacional da Bloomin’ Brands ficou estável em relação ao mesmo período anterior, a 14,4%. De acordo com a empresa, isso se deve principalmente ao impacto de iniciativas de economia de custos, maiores vendas comparáveis de restaurantes e o benefício de certos créditos fiscais de valor agregado no Brasil.
Preços do petróleo recuam, pressionado por preocupações com impacto do coronavírus. Os preços do petróleo recuavam nesta terça-feira (18), com o Brent caindo abaixo de US$ 57 por barril, pressionado por preocupações com o impacto do coronavírus na China sobre a demanda e com a falta de ações adicionais da Opep e seus aliados para apoiar o mercado. Projeções, incluindo da Agência Internacional de Energia (IEA), têm apontado para redução na demanda por petróleo em 2020 devido ao vírus. Embora novos casos na China continental tenham caído, especialistas globais dizem que é cedo para dizer se a epidemia está sendo contida. O petróleo Brent recuava 1,24 dólar, ou 2,15%, a US$ 56,43 por barril, às 9h44 (horário de Brasília), após ter subido nas cinco sessões anteriores. Nos EUA, o petróleo WTI caía 0,99 dólar, ou 1,9%, a US$ 51,06 por barril. "A aversão a risco retornou aos mercados", disse o analista do Commerzbank, Carsten Fritsch. China tem 1.870 mortes por novo coronavírus e 72,5 mil casos confirmados Bolsas têm queda após alerta da Apple abalar setores dependentes da China Entenda o impacto econômico da epidemia do novo coronavírus "A Opep+ ainda não mostrou sinais de reação à queda na demanda relacionada ao vírus, com cortes de produção adicionais", acrescentou. O vírus tem impactado empresas e mercados financeiros. A Apple disse na segunda-feira que não deve cumprir suas projeções trimestrais devido à demanda enfraquecida na China. "Isso assustou os participantes do mercado e provocou uma forte retração nos ativos de risco", disse Tamas Varga, da corretora de petróleo PVM, referindo-se à declaração da Apple. A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados liderados pela Rússia, um grupo conhecido como Opep+, tem avaliado cortes adicionais na produção para apoiar os preços, mas ainda não há uma decisão. A próxima reunião da Opep+, em março, deve considerar a recomendação de um painel consultivo por uma redução adicional da oferta em 600.000 barris por dia. Mas negociações para antecipar o encontro para fevereiro parecem não ter progredido, segundo fontes da Opep.

Na segunda-feira, bolsa subiu 0,81%, a 115.309 pontos. O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, opera em queda nesta terça-feira (18), seguindo a piora nos mercados internacionais, depois que a Apple advertiu que não deve atingir suas metas devido ao surto de coronavírus na China, que manteve fechada uma das maiores fábricas de iPhones do mundo. Às 10h52, o Ibovespa tinha queda de 0,95%, a 114.213 pontos. Veja mais cotações. Entre as principais quedas, Petrobras recuava mais de 1%, enquanto Bradesco e Itaú caíam cerca de 0,7%. Na segunda, o Ibovespa subiu 0,81%, a 115.309 pontos, apoiada pelos ganhos de grandes empresas listadas, Magazine Luiza, Vale como Carrefour, e sem a referência de Wall Street por conta de feriado nos Estados Unidos. Além disso, os mercados acompanharam o anúncio da China de estímulos adicionais para apoiar a economia. Dólar abre a semana em alta, negociado acima de R$ 4,30 Análise Aqui dentro, o mercado avalia também o Monitor do PIB divulgado mais cedo pela Fundação Getulio Vargas (FGV), que indicou que a economia brasileira cresceu 1,2% no ano passado – no terceiro ano seguido de expansão, mas ainda sem retornar ao patamar pré-recessão. Os dados oficiais sobre o PIB serão divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no próximo dia 4 de março. Variação do Ibovespa em 2020 Arte/G1
Gigante de tecnologia anunciou que não alcançará suas metas de vendas no trimestre devido ao impacto do surto de coronavírus. As ações europeias operavam em queda nesta terça-feira (18) à medida que um alerta sobre receita da Apple pressionava o setor de tecnologia, prejudicando fabricantes de peças para iPhone e destacando o impacto do surto de coronavírus sobre as cadeias de suprimentos globais. China tem 1.870 mortes por novo coronavírus e 72,5 mil casos confirmados As ações da Apple listadas em Frankfurt caíam quase 5% depois que a empresa disse que não alcançará suas metas de vendas no trimestre de março devido à epidemia, que matou mais de 1.800 pessoas e obrigou empresas a fecharem as operações. A gigante de tecnologia americana diz que tem dificuldades para se abastecer de iPhones, fabricados na China, e que a demanda por seus produtos caiu agora que suas lojas no país asiático estão fechadas. A empresa afirmou que, apesar do fato de que as instalações de produção na China foram reabertas, elas estão retomando atividade em um ritmo mais lento que o esperado. Analistas estimam que o coronavírus poderá reduzir a demanda por smartphones na China em 50% no primeiro trimestre. A China é o maior mercado do mundo para smartphones. Entenda o impacto econômico da epidemia do novo coronavírus As ações da STMicroelectronics e da Dialog Semiconductor, que fornecem componentes para a Apple, recuavam 2,7% e 5,5%, respectivamente. "Existem centenas de outras empresas que estão nessa situação, com a manufatura e também lojas na China", disse Neil Campling, chefe de pesquisa TMT da gerente de patrimônio Mirabaud. Às 8h10 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 caía 0,38%, a 1.677 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 0,37%, a 430 pontos, depois de terminar em uma máxima recorde na segunda-feira devido a novas medidas de estímulo da China. Veja mais cotações. Veja abaixo o comportamento das principais bolsas da Europa nesta manhã: Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 0,69%, a 7.382 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,62%, a 13.698 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,31%, a 6.066 pontos. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,50%, a 25.246 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,07%, a 1.028 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 0,09%, a 5.392 pontos.

Na véspera, a moeda norte-americana fechou em alta de 0,68%, a R$ 4,3290. Notas de dólar Gary Cameron/Reuters O dólar segue em trajetória de alta nesta terça-feira (18), voltando a bater R$ 4,35, acompanhando o movimento de valorização de moedas seguras no exterior em meio a temores sobre o impacto econômico do surto de coronavírus. Às 11h49, a moeda norte-americana subia 0,39%, negociada a R$ 4,3560. Na máxima até o momento, chegou a R$ 4,3560. Já o dólar turismo era vendido a R$ 4,55, sem considerar a cobrança de IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras). Veja mais cotações. Na véspera, a moeda norte-americana fechou em alta de 0,68%, a R$ 4,3290, após ter encerrado a semana passada em queda. Na parcial do mês, a moeda norte-americana tem alta de 1,03%. No ano, já subiu 7,96%. Na quarta-feira passada (12), o dólar alcançou a cotação recorde de fechamento de R$ 4,3505. A máxima intradia foi registrada no dia 13 de fevereiro (R$ 4,3830). Os temores com a disseminação do coronavírus voltaram ao radar dos agentes financeiros nesta terça-feira, após o alerta da Apple de que não conseguirá cumprir as metas de receita no período entre janeiro e março por causa da doença. Já os preços do petróleo recuavam pós ter subido nas cinco sessões anteriores, com o Brent caindo abaixo de US$ 57 por barril. Segundo a Reuters, o Banco Central ofertará nesta terça-feira até 13 mil contratos de swap tradicional com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020, para rolagem de contratos já existentes. Além das preocupações sobre o impacto do coronavírus na economia global, o dólar mais valorizado nas últimas semanas também tem refletido os juros em mínimas históricas no Brasil e as perspectivas sobre o ritmo de crescimento da economia brasileira em 2020. “No início do ano, havia otimismo e as previsões para o crescimento econômico do Brasil eram superiores a 2%. À medida que o ano começou a avançar, as previsões tiveram de ser reduzidas significativamente”, disse à Reuters You-Na Park-Heger, estrategista de câmbio do Commerzbank. Para ela, o mercado continuará focado nos dados nas próximas semanas e os indicadores “precisariam ser muito positivos para conter a especulação sobre mais flexibilização monetária”. A redução sucessiva da Selic desde julho de 2019 diminuiu o diferencial de juros entre Brasil e outros pares emergentes, o que pode tornar o investimento no país menos atrativo para estrangeiros e gerar um fluxo de saída de dólar. Isso elevaria a cotação da moeda. Perspectivas O mercado brasileiro manteve a previsão para a taxa Selic no fim de 2020 em 4,25% ao ano, segundo pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira. Atualmente, a taxa de juros já está neste patamar. Já a previsão do mercado para a alta do PIB em 2020 foi reduzida para 2,23%. A projeção para a taxa de câmbio no fim de 2020 permaneceu em R$ 4,10 por dólar. Para o fechamento de 2021, subiu de R$ 4,10 para R$ 4,11 por dólar. Entenda o impacto econômico da epidemia do novo coronavírus Enquanto Legislativo e Executivo expõem ruídos sobre o curso da agenda reformista, departamentos econômicos e gestoras começam a reduzir as projeções para o crescimento da economia, citando potenciais efeitos do surto de coronavírus e a divulgação de indicadores que sinalizaram um fim de 2019 menos animador para a economia. Economia ficou estagnada em dezembro e cresceu 1,2% em 2019, aponta FGV A reforma tributária, a administrativa (que mexe com o funcionalismo público) e a PEC emergencial (a qual aciona gatilhos para evitar o descumprimento de regras fiscais) são as três principais propostas no radar do mercado para 2020. Privatizações e mais concessões também estão no cenário. Variação do dólar em 2020 Arte/G1
Segundo indicador, apesar do 3º ano seguido crescimento, economia ainda não conseguiu retornar ao patamar pré-recessão. Em dezembro, PIB ficou estagnado. A economia brasileira cresceu 1,2% em 2019, segundo o Monitor do PIB (Produto Interno Bruto), divulgado nesta terça-feira (18) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Na análise trimestral, a economia avançou 0,7% no 4º trimestre, na comparação com o terceiro anterior, após alta de 0,6% no 3º trimestre, indicando uma leve aceleração da atividade no final do ano. Na comparação com o 4º trimestre de 2018, o crescimento foi de 1,9% nos últimos 3 meses de ano. Já em dezembro, o PIB apresentou estagnação (variação zero), na comparação com novembro. Na comparação interanual, entretanto, houve alta de 2,3%. O indicador indica um crescimento em 2019 um pouco acima da esperada pelo governo e pelo mercado. O resultado oficial do PIB, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, será divulgado somente em 4 de março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, considerado uma "prévia" do resultado do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado na sexta-feira (14), apontou para um crescimento de 0,89% em 2019. O mercado, segundo pesquisa realizada pelo Banco Central com mais de 100 instituições financeiras na semana passada, estima uma expansão de 1,12% para a economia brasileira em 2019, após um avanço de 1,3% do PIB tanto em 2017 como em 2018. O Ministério da Economia também estima uma alta de 1,12% e, para o BC, o crescimento será de 1,2% no último ano. "Apesar de crescer pelo terceiro ano consecutivo, os resultados ainda não foram suficientemente expressivos para retornarem ao patamar dos anos anteriores a recessão econômica de 2014-2016. A preços constantes de 2019, o PIB de 2019, embora seja maior que os de 2015 a 2018, ainda é inferior aos de 2013 e 2014. A valores de 2019, o PIB per capita equivale a R$ 34.347, valor este inferior aos dos anos de 2010 a 2015", destacou a FGV. Para 2020, o mercado financeiro reduziu a previsão de alta do PIB para 2,23%, segundo a última pesquisa Focus do Banco Central, em meio às preocupações sobre o impacto do coronavírus na China e na desaceleração da economia global, e após resultados decepcionantes sobre o desempenho de setores como indústria e comércio na reta final do ano. Boletim Focus: projeção de crescimento do PIB em 2020 cai para 2,23% Destaques de 2019 Segundo a FGV, os destaques positivos pela ótica da demanda foram a formação bruta de capital fixo (termômetro de investimentos) e o consumo das famílias, que cresceram 2,7% e 1,8%, respectivamente. Pela ótica da oferta, os três grandes setores de atividade (agropecuária, indústria e serviços) cresceram, embora alguns de seus componentes como as atividades extrativa (-1,3%), indústria de transformação (-0,1%) e administração pública (-0,1%) tenham apresentado retração no ano. “O resultado positivo da economia em dezembro, no quarto trimestre e no ano de 2019, foi influenciado pelo consumo das famílias. Destaca-se que tal desempenho está sendo impulsionado, principalmente pelo aumento do consumo de serviços. Com relação ao investimento, a despeito do resultado positivo do ano, o resultado do quarto trimestre, em comparação ao terceiro mostra retração", observou a FGV. Segundo Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV, o resultado continua sinalizando que "a recuperação da economia está mais ancorada na expansão do consumo do que dos investimentos, o que certamente lança uma dúvida para a continuidade do crescimento deste ano". Segundo a FGV, a economia brasileira continua crescendo abaixo do seu potencial, com o chamado hiato da economia atingindo um dos patamares mais baixos da história do país. O hiato do produto é a diferença entre o produto efetivo e o produto potencial. "Na primeira década de análise (2001-2010), a composição do produto efetivo foi muito semelhante à do produto potencial. No entanto, na década de 2011 a 2019, o crescimento do produto efetivo fica 0,8 p.p. abaixo do crescimento do produto potencial. A principal justificativa para essa diferença é o insumo capital: enquanto no produto potencial a contribuição do capital foi de 1,0 p.p., no produto efetivo verificou-se uma contribuição de 0,4 p.p.", apontou a FGV.

59 milhões dos 96 milhões de trabalhadores já fizeram os saques imediatos do fundo de garantia até o momento; saques vão até o dia 31 de março. Caixa lança aplicativo para saque digital do FGTS A Caixa Econômica Federal informou que 59 milhões dos 96 milhões de trabalhadores fizeram os saques imediatos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 998. Além disso, foram pagos R$ 27,5 bilhões do total de R$ 42,6 bilhões liberados. Ou seja, 62% dos trabalhadores sacaram 65% dos recursos. Saiba tudo sobre os saques do FGTS Os saques imediatos do FGTS começaram em setembro do ano passado para os correntistas da Caixa, que tiveram o crédito automático em conta, e em outubro para não correntistas. O pagamento seguiu um cronograma de acordo com o aniversário do trabalhador. Agora, com o fim desse calendário, quem ainda não sacou o dinheiro, independente do mês em que nasceu, tem até o dia 31 de março para fazer a retirada. Depois de lançar um calendário de saques de até R$ 500 por conta vinculada do FGTS, o governo decidiu liberar a retirada da totalidade das contas que, em 24 de julho deste ano, possuíam saldo de até R$ 998. Esse dinheiro complementar está liberado desde 20 de dezembro, inclusive para quem já havia sacado até R$ 500 de cada conta vinculada do FGTS. O prazo limite de 31 de março vale tanto para o saque de até R$ 500 quanto para o valor extra de até R$ 998 no caso dos trabalhadores que sacaram ou não os primeiros R$ 500. Caso o saque não seja feito até a data, os valores retornam para as contas do FGTS, com a devida atualização monetária e juros correspondentes ao período em que estiveram disponíveis para saque. Caixa faz retiradas de até R$ 500 de contas do FGTS e diz que objetivo é facilitar saque por trabalhadores Os correntistas da Caixa que não quiserem fazer a retirada - o dinheiro cai automaticamente na conta poupança - têm até o dia 30 de abril de 2020 para informar ao banco que preferem manter o dinheiro no Fundo de Garantia. Nesse caso, mesmo que o crédito tenha sido feito na conta, a Caixa tem até 60 dias para retornar os valores para a conta vinculada de FGTS. O saque imediato não tem relação com o saque-aniversário, que só começa a ser pago em abril de 2020 (veja mais informações abaixo e no vídeo acima). SAIBA TUDO SOBRE A LIBERAÇÃO DOS SAQUES DO FGTS Essa liberação abrange contas vinculadas do FGTS que ainda estão recebendo depósitos do empregador atual e também de empregos anteriores, as chamadas contas inativas. Saque pelo aplicativo A Caixa disponibilizou nesta segunda-feira (17) a opção de Saque do FGTS 100% digital para todas as modalidades previstas em lei. A ferramenta possibilita que o saque seja realizado integralmente pelo aplicativo do FGTS. A atualização do aplicativo gratuito já está disponível para dispositivos Android. A nova versão para IOS será lançada nos próximos dias. Ao solicitar o saque do FGTS pelo aplicativo, o trabalhador poderá indicar uma conta da Caixa ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo. O trabalhador também poderá consultar os valores de seu FGTS já liberados para saque, fazer upload de documentos e acompanhar as etapas entre a solicitação e a liberação dos valores para o saque. O APP FGTS permite ainda consultar o saldo e o extrato das contas do FGTS, fazer a opção pela sistemática de saque-rescisão ou saque-aniversário, efetuar o cadastramento do serviço SMS, além de apresentar uma seção com as dúvidas mais frequentes. Valor dos saques Saiba como consultar o saldo do FGTS dentro do limite de R$ 500 O valor sacado será de até R$ 500 por conta vinculada de titularidade do trabalhador, limitado ao valor do saldo tanto das contas ativas como inativas, para as contas que, em 24 de julho deste ano, tinham mais de R$ 998. Por exemplo: se ele tiver duas contas, uma com saldo de R$ 1.000 e outra com saldo de R$ 2.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas. Se tiver R$ 70 na conta, poderá retirar o valor total. Veja mais exemplos abaixo: Para as contas que na mesma data tinham até R$ 998, será possível fazer o saque do valor total. Como são os saques para quem não tem conta poupança na Caixa Valores de até R$ 100 por conta: saque será feito nas lotéricas, com CPF e documento de identificação. Valores de até R$ 998 por conta: saque nas lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação e Senha Cidadão ou Cartão Cidadão e senha. Caso não possua o Cartão do Cidadão, poderá sacar nos caixas eletrônicos da Caixa utilizando o CPF e a Senha Cidadão. Em caso de saque na agência, deve apresentar documento de identidade com foto, número do CPF ou Cartão Cidadão e senha. Transferência para outros bancos: nos saques feitos na agência, a Caixa não cobrará tarifa quando o trabalhador optar por transferir o valor do saque para outras instituições financeiras. Para agilizar o atendimento, a Caixa recomenda que o trabalhador leve a sua Carteira de Trabalho. O saque imediato não impede o direito do trabalhador ao saque do FGTS por motivo de rescisão contratual nem tira o direito a receber a multa dos 40% sobre o valor, bem como não impede o saque para as demais modalidades como aposentadoria, aquisição da casa própria e doença grave. Ninguém é obrigado a sacar o dinheiro do FGTS. Se não houver a retirada, o dinheiro permanece no fundo, ganhando rentabilidade. No ano passado, por exemplo, as contas do FGTS renderam 6,18% com os juros fixos de 3% ao ano mais TR e a distribuição de 100% do lucro líquido do fundo (R$ 12,2 bilhões, pagos em agosto deste ano, sobre o saldo de dezembro de 2018). Portanto, as contas do FGTS renderam mais que a poupança e o CDB, que em 2018 tiveram rendimentos de 4,62% e 6,06%, respectivamente. Saque-aniversário Nascidos em janeiro têm até o fim do mês para solicitar o saque do FGTS O recebimento do saque imediato não gera adesão ao saque-aniversário. Os trabalhadores nascidos em fevereiro têm até o fim deste mês para aderir ao saque-aniversário para receber um percentual do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ainda neste ano. Da mesma forma, os beneficiários devem informar sua escolha até o fim do mês de seu aniversário para receber no mesmo ano de adesão. Quem perder o prazo pode fazer a adesão, como os nascidos em janeiro, mas só passará a receber no ano que vem. Entenda o saque-aniversário do FGTS Nesse caso, os saques serão anuais e começarão em abril, de acordo com o mês em que o beneficiário nasceu. Veja o calendário do saque-aniversário: Nascidos em janeiro e fevereiro – saques de abril a junho de 2020; Nascidos em março e abril – saques de maio a julho de 2020; Nascidos em maio e junho – saques de junho a agosto de 2020; Nascidos em julho – saques de julho a setembro de 2020; Nascidos em agostos – saques de agosto a outubro de 2020; Nascidos em setembro – saques de setembro a novembro de 2020; Nascidos em outubro – saques de outubro a dezembro de 2020; Nascidos em novembro – saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021; Nascidos em dezembro – saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021. A partir de 2021, o saque deverá ser feito no mês do aniversário até os dois meses seguintes. Até o dia 14 de fevereiro, mais de 2,3 milhões de pessoas haviam aderido ao saque-aniversário - a adesão começou no dia 1º de outubro do ano passado. O valor do saque anual será um percentual do saldo de todas as contas do trabalhador. Para contas com até R$ 500, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior for o valor em conta. Para as contas com mais de R$ 500, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa. Portanto, os cotistas com saldo menor poderão sacar anualmente percentuais maiores. Limite dos saques anuais do FGTS Reprodução/Ministério da Economia O trabalhador ficará impedido de retirar o valor integral do FGTS na rescisão do contrato de trabalho. No entanto, ele continua tendo direito ao pagamento da multa dos 40% em cima do valor total. Em caso de arrependimento, o trabalhador só poderá retornar ao chamado saque-rescisão após dois anos a partir da data de adesão ao saque-aniversário. No entanto, o trabalhador que optar pelo saque-aniversário continuará tendo direito à retirada o saldo do FGTS para a casa própria, em caso de doenças graves, de aposentadoria e de falecimento do titular e para as demais hipóteses previstas em lei para o saque. Como aderir ao saque-aniversário O banco disponibilizou os canais de atendimento para que o trabalhador com conta do FGTS, ativa ou inativa, realize a opção. Eles são os seguintes: APP FGTS (o aplicativo é o Caixa FGTS e está disponível tanto para aparelhos com sistema Android quanto aqueles com iOS) Página do site da Caixa Site da Caixa permite simular valor e aderir ao saque-aniversário; saiba como fazer Quem tem conta poupança ou conta corrente na Caixa ou em qualquer outro banco pode solicitar o crédito em conta. Em caso de necessidade de transferência de um banco para outro, não é permitido cobrar pela operação. Initial plugin text
Anúncio acontece após a Fase 1 do acordo comercial entre os dois países e marca a terceira rodada de alívio tarifário sobre produtos dos EUA. A China concederá isenções em tarifas retaliatórias adotadas contra 696 produtos dos Estados Unidos, o alívio tarifário mais substancial a ser oferecido até agora, uma vez que Pequim busca cumprir os compromissos assumidos em seu acordo inicial com os Estados Unidos. O anúncio desta terça-feira (18) acontece após a Fase 1 do acordo comercial entre os dois países ter entrado em vigor em 14 de fevereiro e marca a terceira rodada de isenções tarifárias que a China oferece sobre produtos dos EUA. A China comprometeu-se em ampliar suas compras de produtos e serviços dos EUA em US$ 200 bilhões ao longo de dois anos como parte do acordo, e já retirou algumas tarifas adicionais sobre importações dos EUA após o acordo ter sido assinado. Guerra comercial: entenda as tensões entre China e EUA Estados Unidos e China assinam primeira fase do fim da guerra comercial Entre os produtos habilitados para as isenções tarifárias estão carnes suína e bovina, soja, gás natural liquefeito e petróleo, que foram sobretaxados durante a intensificação da disputa comercial bilateral. Entretanto, a epidemia de coronavírus que surgiu no final do ano passado na China levantou preocupações sobre sua capacidade de cumprir as metas de compras. Autoridades em todo o país adotaram restrições a viagens e transporte para conter a disseminação do vírus, que já matou quase 1.900 pessoas e infectou mais de 70 mil no país.

Número representa aproximadamente 15% do total de trabalhadores da empresa. Banco registrou queda de 53% em seu lucro líquido em 2019. Prédio do HSBC em Canary Wharf, Londres. Reuters O banco britânico HSBC planeja cortar 35 mil postos de trabalho no mundo nos próximos três anos, o equivalente a 15% de seus funcionários, como parte de um plano radical de corte de custos, afirmou o CEO interino do grupo. "É justo dizer que nossa direção de curso nos próximos três anos será reduzir o número atual de funcionários de 235 mil para algo mais próximo de 200 mil", afirmou Noel Quinn em uma entrevista à agência Bloomberg News. Nesta terça-feira, o HSBC anunciou uma queda de 53% em seu lucro líquido em 2019, a 5,97 bilhões de dólares, com resultados em algumas atividades considerados "inaceitáveis", destacou Noel Quinn. "O desempenho do grupo em 2019 resistiu bem, mas alguns departamentos de nossas atividades não estão produzindo rendimentos aceitáveis", declarou o CEO interino. O plano de cortes pretende reduzir em particular as operações nos Estados Unidos e na Europa. O HSBC enfrenta muitas incertezas, provocadas pela guerra comercial entre Estados Unidos e China, a saída do Reino Unido da União Europeia e agora o novo coronavírus na China. As atividades do grupo registraram bons resultados na Ásia nos últimos anos, lideradas principalmente pela China, mas Europa e Estados Unidos apresentam números decepcionantes. Quinn, CEO interino do HSBC desde a saída de John Flint em agosto, assumiu a tarefa de remodelar de modo profundo o grupo. "Começamos a aplicar o plano e minha equipe e eu estamos dispostos a executá-lo", disse. As operações do HSBC no Brasil foram compradas pelo Bradesco em 2016.

Segundo FUP, greve chega ao 18º dia, com o protesto atingindo 120 unidades da Petrobras. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) afirmou nesta terça-feira (18) que irá recorrer da decisão do ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), e que a greve da categoria será mantida. Na véspera, o ministro do TST considerou a greve dos petroleiros 'ilegal', atendendo a pedido da Petrobras. Ele autorizou ainda que a estatal tome "medidas administrativas cabíveis", como corte de salários, sanções disciplinares e demissão por justa causa. A decisão afirma que a greve não pode permanecer nos moldes que está, mas não proíbe paralisações - o STF e o TST tinham autorizado o movimento com 90% trabalhando. Segundo a Petrobras, a decisão impede qualquer movimento, mas juristas entendem que o direito é constitucional e que a decisão não proibiu. O julgamento definitivo da questão no TST está marcado para 9 de março. Na decisão, o órgão disse ainda que a paralisação tem motivação política, desrespeita a lei de greve e as ordens judiciais para manter um percentual mínimo de trabalhadores em atividade. Em nota, a FUP reafirmou que a greve entra nesta terça-feira em seu 18º dia, informando que orientou "que os petroleiros mantenham a greve e sigam as recomendações dos sindicatos em relação às tentativas de intimidação e assédio dos gestores da Petrobras". Petroleiros entram em greve em cinco cidades de Santa Catarina "Na greve de novembro do ano passado, quando o ministro Ives Gandra decidiu isoladamente definir como ilegal a greve dos petroleiros, ele foi derrotado por seus pares na Seção de Dissídio Coletivo (SDC) do TST", lembrou a federação. “O mínimo que se esperava era que o ministro Ives Gandra respeitasse a decisão anterior de seus pares na SDC, o que não ocorreu”, disse o diretor da FUP, Deyvid Bacelar, criticando a decisão "monocrática" (de apenas um ministro, e não de um colegiado) sobre a ilegalidade da greve. Segundo a FUP, em seu 18º dia, a greve atinge 120 unidades, com adesão de mais de 21 mil trabalhadores. "Qualquer decisão sobre a greve será deliberada coletivamente em assembleias, previamente convocadas pela FUP e seus sindicatos", acrescentou. Petrobras diz que não há impactos na produção A Petrobras informou na noite de segunda-feira, por meio de nota, que "não há impactos na produção de petróleo e de combustíveis decorrentes da greve" e que "nenhuma plataforma de produção, refinaria, unidade de processamento de gás natural ou térmica teve adesão total à paralisação irregular." "A Petrobras já notificou as entidades sindicais da decisão e aguarda que todos os empregados retornem às suas atribuições imediatamente", acrescentou. Na sexta-feira (14), o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a estatal não registrou perdas na produção apesar da greve, já que conta com equipes de contingência nas unidades. Petroleiros protestam em frente à sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, durante greve da categoria Marcelo Carnaval/Reuters Reivindicações A paralisação começou em 1º de fevereiro. A categoria pede a suspensão das demissões em uma subsidiária da Petrobras, a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen). Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), as demissões afetam mais de mil famílias. Os petroleiros também querem o estabelecimento de negociação com a Petrobras para cumprimento de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que, segundo a federação, vem sendo descumpridos. A FNP aponta ainda entre as reivindicações o fim da política de paridade de preços com o mercado internacional. Em nota divulgada no início da greve, a Petrobras afirmou que o movimento é "descabido" e que tomou as providências necessárias para garantir a continuidade das atividades. De acordo com a estatal, todos os compromissos assumidos na negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019-2020 vêm sendo integralmente cumpridos por parte da empresa. "As justificativas são infundadas e não preenchem os requisitos legais para o exercício do direito de greve. Os compromissos pactuados entre as partes vêm sendo integralmente cumpridos pela Petrobras em todos os temas destacados pelos sindicatos", afirmou a Petrobras. Na decisão da véspera, Gandra entendeu que a greve teve motivação política porque foi deflagrada em solidariedade a empregados dispensados de subsidiária. O ministro afirmou na decisão que os sindicatos vinham "descumprindo ostensivamente as referidas ordens judiciais e se gabando da maior adesão ao movimento, em completo descaso para com a população". O ministro ordenou que, em caso de descumprimento, os sindicatos paguem entre R$ 250 mil e R$ 500 mil por dia, a depender do porte da entidade, além de ter contas bloqueadas.

Sócias da 'Indique uma Preta' encontraram em uma rede de apoio de mulheres negras uma oportunidade de negócio. Fundadoras e sócias da consultoria Indique Uma Preta Marcelo Brandt/G1 Foi ajudando mulheres negras a entrar no mercado de trabalho de comunicação que as publicitárias Amanda Abreu (28), Daniele Mattos (26) e Verônica Dudiman (27) decidiram fundar, há seis meses, a Indique Uma Preta, uma consultoria voltada para promover mais diversidade dentro das empresas. O foco delas é mudar a cultura organizacional dos negócios através de ações de conscientização sobre o racismo no Brasil e propostas para tornar o ambiente empresarial mais receptivo aos profissionais negros. Negros na liderança: debates sobre desigualdade racial crescem, mas falta de referências ainda é barreira Negras no topo: Conheça histórias de mulheres que se destacam no mundo dos negócios e das artes O repertório para montar a consultoria veio, além de suas trajetórias pessoais como mulheres pretas, formação acadêmica e experiência profissional, de uma mobilização em conjunto: o grupo Indique Uma Preta já existia muito antes de se tornar um negócio. Em 2016, Daniele abriu um grupo em uma rede social com o objetivo de encontrar uma mulher negra para preencher uma vaga na agência de publicidade em que ela trabalhava. “Quando a agência em que eu trabalhava lançava uma campanha com mulheres negras eu pensava: legal, mas cadê as pessoas negras comandando essa campanha? Há quatro anos, as discussões sobre racismo não tinham a densidade que têm hoje, mas eu sempre me questionava sobre essa repetição de padrões e sentia falta de referências na publicidade”, diz Daniele. Daniele Mattos, fundadora do Indique Uma Preta Marcelo Brandt/G1 Apesar de divulgar a oportunidade na rede social, a vaga na agência acabou não sendo preenchida por uma mulher negra. Mas o grupo vingou e cresceu com a chegada da Amanda, da Verônica e de centenas de mulheres no mesmo ano. A rede virou um espaço de troca diária de indicação de vagas de emprego e dicas que vão desde montar um currículo até como se comportar em uma entrevista. Mas foi somente em 2018 que elas saíram da internet. Desde então, elas passaram a organizar workshops e mentorias para alavancar a inserção das mulheres negras mercado de trabalho, além de palestras sobre saúde mental e autoestima da mulher preta. Foi em abril de 2019, após um evento sobre o mercado de publicidade, que elas perceberam que poderiam transformar toda essa mobilização em um negócio. “Decidimos fazer um evento grande sobre empregabilidade e comunicação. Abrimos 30 vagas e se inscreveram 435 meninas. Foi muito difícil fazer a seleção. Todas eram muito qualificadas, mas demos preferência para as mulheres que estavam foram do mercado por algum motivo e também para as mais velhas”, conta Amanda. Amanda Abreu, fundadora do Indique Uma Preta Marcelo Brandt/G1 As selecionadas passaram um dia inteiro com mulheres que são referências do mercado publicitário brasileiro, trocando experiências e reciclando técnicas. “Depois desse evento, muitas empresas começaram a nos procurar perguntando ‘onde estão as mulheres negras?’. Pedindo indicações. Eles não faziam ideia de onde encontrá-las, de como falar com elas, de como recrutar e desenvolvê-las. Mas nós sabíamos fazer tudo isso”, diz Daniele. “Foi neste momento que a gente percebeu que aquilo que estávamos fazendo era um serviço nosso, que a gente poderia oferecer”, acrescenta Amanda. Mas o foco da Indique hoje não é o recrutamento. Após atender as organizações, elas dão suporte na fase de contratação, postando vagas em rede social, por exemplo, mas a regra delas é indicar parceiros especialistas em recrutamento. As três reforçam que o objetivo da consultoria é preparar as empresas para receber a população negra. Ou seja, conscientizar funcionários e líderes sobre o racismo existente no interior das organizações e nas relações cotidianas. Para isso, elas criam estratégias de comunicação interna, palestras e workshops de sensibilização. “Muitas pessoas acham que é só contratar um funcionário negro do dia para a noite que você vai ter uma empresa com mais diversidade. Mas não é assim. As empresas precisam se preparar pra receber essas pessoas, saber como vão desenvolvê-las, se elas vão ter um plano de carreira. É preciso mudar toda uma cultura da organização ”, diz Verônica. Verônica Dudiman, fundadora do Indique Uma Preta Marcelo Brandt/G1 Além disso, elas explicam que expandir o leque e selecionar profissionais para além das faculdades de elites e do círculo social e econômico mais comum dos donos e chefes de empresas permite que as empresas ampliem o repertório e criem serviços e produtos mais próximos da realidade do país. “A gente sempre explica para as empresas que, se elas contratam pessoas negras, periféricas, para cargos de criação e de decisão, elas têm muito mais chances de inovar, ao criar serviços e produtos mais compatíveis com a realidade das pessoas”, reforça Daniele. "Em todo o processo da consultoria, nós orientamos os colaboradores sobre como fazer um recrutamento mais humano e olhar mais para o repertório da pessoa, para a vida dela, ao invés de ver só qual faculdade ela fez", acrescenta. Ações até o momento Nesses seis meses como consultoria, elas já prestaram serviços para 9 empresas de variados portes, inclusive para grandes companhias dos setores de bebidas, engenharia, música e comunicação. Além disso, a Indique já foi uma ponte entre empresas e mulheres negras em processos de concessão de bolsas de estudos em instituições de ensino de cinema e publicidade. A partir do momento que uma empresa contrata a Indique, elas começam com uma “pesquisa de clima” para verificar como os colaboradores e líderes se sentem trabalhando dentro da companhia: se há abertura por parte dos chefes para novas ideias e abordagens, se eles se sentem respeitados dentro da empresa, o que poderia mudar na cultura da companhia, etc. Depois dessa pesquisa, elas estruturam as palestras e as ações de conscientização. Página da Indique uma Preta no Instagram Divulgação Resgatando narrativas pretas Verônica conta que um dos trabalhos mais interessantes que elas já fizeram foi para uma empresa de streaming de música, no final de 2019. A empresa contratou a consultoria para fazer um trabalho de comunicação interna com o intuito de engajar os funcionários no mês da consciência negra, em novembro. “Como era uma empresa de música, nós criamos informativos internos resgatando feitos de artistas negros que foram invisibilizados ao longo da nossa história ou que tiveram as suas obras apropriadas pelos brancos”, conta Verônica. "Porém, nós sempre explicamos que não adianta falar sobre o racismo somente em novembro. Esse é um debate do ano todo". A Indique já começou o ano de 2020 com projetos novos. Um deles é uma parceria com uma empresa focada em pesquisa. “A ideia é lançar um estudo para o mercado listando quais são, de fato, as demandas das mulheres negras no mercado de trabalho e como as empresas podem se preparar melhor para receber essa mulheres”, diz Daniele. Mesmo se consolidando enquanto uma consultoria, as três continuam apoiando o grupo na rede social, onde tudo começou. Hoje, rede conta com a colaboração de 5.000 mulheres, que já ajudaram muitas meninas a se recolocarem no mercado de trabalho. "A característica orgânica e extremamente coletiva das redes sociais acaba não nos dando exatidão sobre o número de mulheres que já foram ajudadas pelo grupo. O grupo existe há 4 anos. São 5.000 que postam dezenas de vagas todos os dias, então não conseguimos fazer essa mensuração", dizem as sócias da Indique.

Concorrência acaba sendo menor pela pausa em virtude da folia; veja setores que contratam no período. Público curte o bloco Confraria do Pasmado, em Pinheiros, na Zona Oeste de SP, no pré-carnaval de São Paulo deste ano RONALDO SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Ao contrário do que muitos pensam, fevereiro não é um mês “morto” para procurar emprego por causa do carnaval. As empresas continuam buscando profissionais, incluindo as semanas pré e pós os quatro dias de folia, porém, a concorrência acaba sendo menor, o que ajuda quem não desiste da tão sonhada vaga. A Luandre, por exemplo, tem atualmente cerca de 1.900 vagas, entre efetivas e temporárias. A coordenadora de RH da agência, Renata Motone, aconselha quem está desempregado a começar a procura agora. “É realmente um mito a ideia de que o ano só começa depois do carnaval. Muitos viajam, mas o país não para e o movimento de entrada de oportunidades permanece o mesmo”, explica. Renata diz que há vagas para todas as áreas, com destaque para o varejo, logística e saúde, e que já começam também a entrar vagas para a indústria, que se prepara para as vendas de Páscoa. “Alguns candidatos costumam ter resistência com vagas temporárias porque acreditam que é melhor esperar o carnaval passar para buscar uma vaga efetiva, mas aconselhamos a aceitar, ainda mais se a vaga temporária for em sua área de atuação. O mercado avalia bem o candidato que se mantém ativo profissionalmente”, comenta. Levantamento da intermediadora de vagas Catho mostra que, historicamente, o primeiro trimestre concentra o maior volume de contratações, já que as empresas começam a preencher as vagas para o planejamento e as metas do novo ano. “Aproveitar esse período para buscar emprego é aumentar as chances de recolocação frente aos demais, uma vez que ainda existe o mito de que o ano só começa após o carnaval”, diz Tábitha Laurino, gerente sênior da Catho. Um levantamento realizado pela Catho em 2020 identificou os ramos em que ocorre a abertura de vagas com contratação acima da média anual por período. No primeiro trimestre, a taxa é a mais elevada entre os demais. Veja abaixo: 1º trimestre Confecção de Calçados: 54% Indústrias Têxteis: 26% Manutenção de Máquinas e Equipamentos Industriais, Comerciais e Residenciais: 24% Confecção de Tecidos e Couros: 23% Educação Física e esportes: 22% Fabricação de Papel: 20% 2º trimestre Agropecuária em Geral: 16% Manutenção de Máquinas Pesadas e Equipamentos Agrícolas: 15% Equipamentos de Movimentação de Cargas: 12% Saúde: 9% Reparação e Manutenção de Equipamentos: 7% Operação de Equipamentos e Instrumentos de Diagnóstico: 7% 3º trimestre Extração Mineral: 18% Mineração e Geologia: 14% Educação, Professores e Instrutores do Ensino: 13% Extrativismo: 12% Agricultura: 11% Relações Públicas, Publicidade e Marketing: 9% Construção Civil, de Edificações e Obras de Infraestrutura: 9% Informática: 8% Gastronomia e Serviços de Alimentação: 5% 4º trimestre Comércio em geral: 14% Transporte e Logística: 6% Ausência de candidatos A coordenadora de RH da Luandre alerta que historicamente é registrado um aumento do absenteísmo dos candidatos conforme o Carnaval se aproxima. “Na semana que antecede o feriado chega a ser de 80%”, afirma. A especialista em RH alerta que quem realmente está em busca de uma recolocação “não deve jogar a toalha” neste período. “O movimento de seleções segue normal na semana pré-Carnaval e na semana pós também. E o melhor é que como o absenteísmo é maior, a concorrência diminui e maiores as chances de conquistar aquele novo emprego no início de 2020”, completa. “Não considerar o Carnaval como uma desculpa para prorrogar a busca pelo emprego é fundamental para encontrar a tão sonhada recolocação”, salienta Tábitha Laurino. A gerente sênior da Catho afirma que, além da baixa concorrência, é importante levar em consideração as qualificações necessárias que o profissional precisa ter para estar aderente à vaga, aumentando as chances de contratação. “Em um período de contenção de custos, as empresas estão em busca de profissionais qualificados, portanto, estar bem preparado para o mercado de trabalho deixa o profissional mais próximo da sua recolocação”, finaliza.

São oportunidades para design gráfico, auxiliar de cozinha, operador de caixa, entre outros. Há oportunidade para cabeleireiro no Sine Amapá Celso Tavares/G1 O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência. Os interessados podem procurar o Sine, localizado na Rua General Rondon, nº 2350, em frente à praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas na capital. Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado). Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas: auxiliar de depósito auxiliar de cozinha auxiliar de padeiro cabeleireiro caseiro churrasqueiro forneiro de padaria instalador de sistema fotovoltaicos padeiro design gráfico repositor a seco repositor perecíveis vendedor externo (para pessoas com deficiência) O Sine informa que as vagas oferecidas podem sofrer alterações de um dia para o outro, pois o sistema não contabiliza os atendimentos ao longo do dia realizado nas unidades Superfácil, que funcionam após o fechamento da agência central. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

O grupo registrou lucro líquido de R$ 618,4 milhões no período. O grupo Neoenergia registrou lucro líquido de R$ 618,4 milhões no quarto trimestre de 2019. O valor foi 75,1% superior ao observado em igual período do ano passado. Na mesma comparação, a receita líquida avançou 8,6%, para R$ 7,216 bilhões, e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) cresceu 43%, totalizando R$ 1,513 bilhão. Empresa espanhola já opera na Paraíba com três parques eólicos Divulgação/Neoenergia Com o resultado do último trimestre, a companhia fechou o seu primeiro resultado anual pós-IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial de ações) com um lucro líquido de R$ 2,229 bilhões. O resultado, 45,1% superior ao apurado em 2018, também marcou a primeira vez que a elétrica superou a cifra de R$ 2 bilhões na última linha do balanço. Na mesma comparação, a receita líquida cresceu 9,4% em 2019, para R$ 27,6 bilhões, e Ebitda avançou 25,6%, totalizando R$ 5,72 bilhões. Do total do Ebitda anual, 84,8% são relativos ao negócio de redes (distribuição e transmissão), 10,7% da área de geração de energias renováveis e 4,5% do negócio destinado ao mercado livre. Energia distribuída Segundo a empresa, no quarto trimestre do ano passado, o volume de energia distribuída somou 15,496 gigawatts-hora (GWh), com crescimento de 4,4%. Com isso, em 2019, o volume total alcançou 58.918 GWh, com crescimento de 3,9%, na comparação com o ano anterior. Ao todo, a Neoenergia registrou uma expansão líquida de 257 mil novos consumidores nas suas quatro distribuidoras: Coelba (BA), Cosern (RN), Celpe (PE) e Elektro (SP). Segundo o diretor-presidente do grupo, Mario Ruiz-Tagle, os resultados do quarto trimestre de 2019 e do ano passado como um todo foram impulsionados pelo crescimento do mercado das distribuidoras do grupo, acima do crescimento estimado da economia brasileira no mesmo período, e pelo controle de custos. As despesas com pessoal, material serviços e outros (PMSO) do grupo em 2019 foi de R$ 3,180 bilhões, com crescimento de 3% sobre o ano anterior, abaixo da inflação acumulada para o período. Desconsiderando efeitos não-recorrentes, porém, o PMSO recuou 0,2%, para R$ 3,081 bilhões. “O resultado [de 2019] é, sem dúvida, histórico. Mas o fato de acontecer depois do IPO representa a coerência da mensagem que passamos para os investidores. Temos um plano de crescimento orgânico, de criação de valor, dentro de nossa área de concessão de distribuição, executando nosso plano de construção de investimentos que tínhamos ganho na transmissão e sinalizando que continuaremos crescendo, tanto em transmissão quanto no negócio de geração renovável”, afirmou Ruiz-Tagle.

A empresa, que está em recuperação judicial, reportou saldo final do caixa de R$ 1,91 bilhão. Logo da Oi visto em loja de São Paulo Paulo Whitaker/Reuters A geração de caixa operacional líquida da Oi ficou negativa em R$ 331 milhões em dezembro, conforme o relatório mensal de atividades da companhia, que está em recuperação judicial. Em novembro, o resultado também ficou negativo, em R$ 375 milhões. Em comparação com novembro, os recebimentos aumentaram em R$ 399 milhões, para R$ 2,41 bilhões. As saídas de caixa tiveram acréscimo de R$ 355 milhões, para R$ 2,74 bilhões. O saldo final do caixa recuou R$ 329 milhões, para R$ 1,91 bilhão. Os investimentos atingiram R$ 661 milhões no último mês de 2019.

Ives Gandra atendeu a pedido da Petrobras e considerou 'política' paralisação que dura 17 dias. Pela decisão, greve não pode permanecer nos moldes atuais, mas não há proibição. Faixa de protesto de petroleiros em greve, pedindo a suspensão das demissões em unidade de Petrobras em Araucária Ana Zimmerman/RPC O ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), atendeu nesta segunda-feira (17) a pedido da Petrobras e considerou abusiva e ilegal a greve dos petroleiros, que dura 17 dias. Ele autorizou ainda que a estatal tome "medidas administrativas cabíveis", como corte de salários, sanções disciplinares e demissão por justa causa. A decisão afirma que a greve não pode permanecer nos moldes que está, mas não proíbe paralisações - o STF e o TST tinham autorizado o movimento com 90% trabalhando. Segundo a Petrobras, a decisão impede qualquer movimento, mas juristas entendem que o direito é constitucional e que a decisão não proibiu. O julgamento definitivo da questão no TST está marcado para 9 de março. Petroleiros entram em greve em cinco cidades de Santa Catarina O ministro ordenou que, em caso de descumprimento, os sindicatos paguem entre R$ 250 mil e R$ 500 mil por dia, a depender do porte da entidade, além de ter contas bloqueadas. A paralisação começou em 1º de fevereiro. A categoria pede a suspensão das demissões em uma subsidiária da Petrobras, a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen). Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), as demissões afetam mais de mil famílias. Ao atender ao pedido da estatal, o ministro afirmou que o movimento tem "motivação política e desrespeita ostensivamente a lei de greve e as ordens judiciais de atendimento às necessidades inadiáveis da população em seus percentuais mínimos de manutenção de trabalhadores em atividade". Gandra entendeu que a greve teve motivação política porque foi deflagrada em solidariedade a empregados dispensados de subsidiária. Na semana passada, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, havia determinado que 90% dos petroleiros mantivessem as atividades. Ives Gandra já havia dado uma decisão semelhante, revista pela Seção Especializada em Dissídios Coletivos do TST. Toffoli, então, ordenou que a decisão de Gandra voltasse a valer. Segundo a Petrobras alegou ao TST, 50% dos integrantes da categoria estavam parados. "No caso concreto, foram expedidas duas ordens judiciais, fixando o percentual mínimo de 90% de trabalhadores em atividade, dadas as condições especiais da atividade de extração e refino de petróleo e gás natural, cujo maquinário e operações podem ser substancialmente afetados pela tentativa de se operar em quantitativo menor", escreveu o ministro na decisão. O ministro afirmou na decisão que os sindicatos vinham "descumprindo ostensivamente as referidas ordens judiciais e se gabando da maior adesão ao movimento, em completo descaso para com a população".

A administradora de shopping centers registrou lucro líquido de R$ 142,3 milhões, no período. A Multiplan registrou, no quarto trimestre de 2019, um lucro líquido de R$ 142,3 milhões, um aumento de cerca de 26,3% em relação aos R$ 112,7 milhões apurados no mesmo período de 2018, com a alta de 5,5% da receita líquida e o recuo de 19,6% do imposto de renda e contribuição social pagos no período. O lucro líquido ajustado (FFO, na sigla em inglês) avançou 19,2%, para R$ 195,7 milhões, com a margem subindo de 48% para 54,2%. Shopping Morumbi, em São Paulo, administrado pela Multiplan Divulgação A receita líquida avançou de R$ 342 milhões para R$ 361 milhões, com a receita bruta com locação avançando 5,5%, para R$ 341,6 milhões, e a receita com estacionamento avançando 5,2%, para R$ 63,7 milhões. A receita com serviços, por outro lado, caiu 18%, para R$ 28,2 milhões. As vendas dos lojistas nos shopping centers da Multiplan aumentaram 6,8% de outubro a dezembro do ano passado, atingindo a marca trimestral de R$ 5,2 bilhões — um novo recorde sobre sequenciais aumentos trimestrais desde a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da companhia, ocorrido em 2007. Serviços puxam vendas As vendas “mesmas lojas”, que consideram o desempenho de unidades em funcionamento há mais de 12 meses, cresceram 5,8% no trimestre, impulsionadas pelo segmento de serviços. A taxa de ocupação alcançou 98%, alta de 0,5 ponto percentual em base anual. As despesas financeiras recuaram 17,6%, para R$ 48 milhões, mas as receitas financeiras diminuíram em 28%, para R$ 16,2 milhões. As despesas com depreciações e amortizações subiram 14%, para R$ 57,7 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) avançou 9,6%, para R$ 250 milhões, com a margem subindo 2,6 pontos percentuais, para 69,3%. Em 2019, o lucro líquido caiu 0,7%, para R$ 471 milhões, com a receita subindo 6,2%, para R$ 1,2 bilhão, e o Ebitda caindo 1,6%, a R$ 932,1 milhões.

Fabricante sul-coreana protocolou férias coletivas de dez dias a partir do dia 2 de março e atinge funcionários da linha de celulares, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos. Surto da doença impactou importações e causou desabastecimento de peças. Fábrica da LG Eletronics em Taubaté, SP Fábio França/G1 O surto de coronavírus na Ásia, que afetou principalmente a China, deu origem à suspensão da produção de celulares na fábrica da LG em Taubaté (SP). Devido aos componentes usados no processo terem origem chinesa, e as fabricantes não estarem funcionando devido à epidemia da doença, a produção no interior paulista será suspensa em março. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, a fabricante sul-coreana protocolou nesta segunda-feira (17) férias coletivas de dez dias, a partir de 2 de março. A medida vale somente para funcionários da linha de produção de celulares. O motivo alegado, segundo a entidade, é a falta de material em função do coronavírus. Procurada pela reportagem, a LG informou que "considera um risco potencial de parada na produção, no mês de março, em sua unidade fabril de celulares, localizada em Taubaté". A empresa informou ainda que monitora a situação com o objetivo de minimizar os impactos para os clientes e colaboradores. A LG Eletronics tem cerca de mil funcionários na fábrica no Vale do Paraíba. Na unidade, são produzidos celulares e monitores. Epidemia Com o surto do coronavírus que atinge a Ásia, principalmente a China, além de mais de 1,7 mil mortes, tem causado reflexos econômicos. Ao menos 26 países têm casos confirmados da doença.

Congresso analisa propostas, e governo deve enviar projeto nas próximas semanas. Para presidente da Câmara, parte dos empresários não se comportou assim na Previdência. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta segunda-feira (17) empresários que, segundo ele, fazem "campanha contra" a reforma tributária. Maia não citou nomes ao fazer a crítica. Atualmente, a Câmara e o Senado já discutem propostas sobre o tema. Há uma expectativa de o governo também enviar um texto, a ser analisado pelos parlamentares. Mais cedo, nesta segunda, Rodrigo Maia divulgou um vídeo nas redes sociais no qual explicou pontos da reforma em discussão. No vídeo, havia uma mensagem segundo a qual alguns grupos "usam fake news para confundir a sociedade" a respeito do assunto. Questionado, então, se o vídeo seria uma tentativa de colocar o parlamento à frente das discussões, Maia afirmou que a Câmara analisa a reforma tributária há muito tempo e que não pode aceitar informações "distorcidas" e "falsas" sobre o tema. "Não é justo que, em vez de a gente estar em uma grande mesa de debates da sociedade, inclusive com os empresários, parte dos empresários estar fazendo campanha contra. Não foi assim que eles trabalharam na Previdência. Mas, na Previdência, eles não pagam a conta", afirmou Maia. A reforma tributária passará por discussão em uma comissão formada por deputados e senadores. A ideia é unir os textos que já tramitam em ambas as Casas. O colegiado, no entanto, ainda não foi criado. Simplificação Rodrigo Maia disse acreditar que nesta semana será criada a comissão mista, composta por deputados e senadores, para analisar propostas de reforma tributária. Em relação ao conteúdo da reforma, o presidente da Câmara afirmou que é necessário fazer um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) nacional, "respeitando a alíquota de cada ente da federação" e "garantindo que não haverá aumento de carga tributária". Ao ser questionado se acha que falta participação maior do governo no debate, Maia disse que o Executivo, por meio do Ministério da Economia e da Secretaria de Governo, está participando das discussões, independentemente de ter apresentado uma proposta oficial. "Agora, quando o governo encaminhar nos próximos dias a sua reforma de IVA nacional, vai nos ajudar a juntar as duas peças e fazer a aprovação de um IVA único, que é o que nós defendemos. Nós entendemos que um IVA federal é muito difícil de passar sozinho, porque, na verdade, o grande impacto para a economia é a simplificação do ICMS", declarou.

Na semana passada, o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a estatal não registrou perdas na produção apesar da paralisação. Trabalhadores protestam em frente à sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, durante greve da categoria Marcelo Carnaval/Reuters Petroleiros da Petrobras entraram em seu 17º dia de greve nesta segunda-feira (17), com o protesto atingindo 121 unidades da estatal em 13 estados do país, segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP). De acordo com a entidade, a mobilização afeta, entre outras unidades, 58 plataformas, 11 refinarias e 24 terminais. Procurada pelo G1, a estatal informou, por meio de nota, que "não há impactos na produção de petróleo e de combustíveis decorrentes da greve" e que "nenhuma plataforma de produção, refinaria, unidade de processamento de gás natural ou térmica teve adesão total à paralisação irregular." Na sexta-feira (14), o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a estatal não registrou perdas na produção apesar da greve, já que conta com equipes de contingência nas unidades. Presidente da Petrobras diz que não há interferência de Bolsonaro Reivindicações A categoria cobra a suspensão das demissões na Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados do Paraná (Fafen). Segundo a FUP, as demissões começaram na sexta-feira e devem afetar mais de mil famílias. Os petroleiros também querem o estabelecimento de negociação com a Petrobras para cumprimento de Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que, segundo a federação, vem sendo descumpridos. A FNP aponta ainda entre as reivindicações o fim da política de paridade de preços com o mercado internacional. Em nota divulgada no início da greve, a Petrobras afirmou que o movimento é "descabido" e que tomou as providências necessárias para garantir a continuidade das atividades. De acordo com a estatal, todos os compromissos assumidos na negociação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2019-2020 vêm sendo integralmente cumpridos por parte da empresa. "As justificativas são infundadas e não preenchem os requisitos legais para o exercício do direito de greve. Os compromissos pactuados entre as partes vêm sendo integralmente cumpridos pela Petrobras em todos os temas destacados pelos sindicatos", afirmou a Petrobras. Decisões na Justiça No dia 4, o TST determinou que 90% dos petroleiros da Petrobras deveriam continuar trabalhado durante a greve, atendendo parcialmente a um pedido da Petrobras, que solicitou que o tribunal determinasse a suspensão do movimento. A decisão de Ives Gandra chegou a ser revista pela Seção Especializada em Dissídios Coletivos do TST e perdeu a validade. A Petrobras, então, apresentou recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na quarta-feira (12), o presidente do STF, Dias Toffoli, manteve os efeitos da decisão cautelar do ministro Ives Gandra, do TST, que determinou que 90% dos petroleiros da Petrobras continuem trabalhando durante a greve. Nesta segunda-feira, a Petrobras informou que o TST considerou a greve ilegal. Na decisão, o órgão disse que a paralisação tem motivação política, desrespeita a lei de greve e as ordens judiciais para manter um percentual mínimo de trabalhadores em atividade.

Ações fazem parte da reestruturação da fabricante. Ela já tinha vendido Opel e Vauxhall, e saído de mercados como África do Sul, Vietnã, Indonésia e Índia. Veículos da Holden Divulgação A General Motors anunciou nesta segunda-feira (17) uma série de mudanças em suas operações na Ásia e Oceania. A principal delas é o fim da centenária marca Holden, que já vinha atuando como importadora desde 2017. Com isso, a GM vai encerrar gradativamente as operações na Austrália e Nova Zelândia. Outra ação da GM é vender uma fábrica na Tailândia. Todo o movimento de reestruturação custará à companhia US$ 1,1 bilhão. GM vai investir US$ 2,2 bilhões em fábrica de carros elétricos nos EUA A decisão acelera a retirada da GM de mercados não lucrativos, e torna a empresa mais dependente de operações nos Estados Unidos, China, América Latina e Coreia do Sul, uma vez que a empresa está desistindo de se expandir pelo sudeste asiático. A GM estimou lucro estável para este ano depois de um ano difícil em 2019 e está enfrentando cada vez mais interesse na rival de carros elétricos Tesla. A GM está "se focando em mercados onde temos as estratégias corretas para termos retornos robustos e priorizando investimentos globais que vão trazer crescimento no futuro da mobilidade", especialmente em veículos elétricos e autônomos, afirmou a presidente-executiva da GM, Mary Barra, em comunicado. Fábrica da GM na Tailândia que será vendida Divulgação O anúncio envolvendo Austrália e Nova Zelândia marca uma continuação na retirada da GM da Ásia, que começou em 2015, quando a empresa disse que iria parar de montar carros de sua marca na Indonésia. As demissões na Austrália e Nova Zelândia somam 600 trabalhadores, enquanto na Tailândia, a venda da fábrica afeta cerca de 1.500 funcionários. Barra tem priorizado margens de lucro ante volume de vendas e presença global desde que assumiu o comando da companhia em 2014. Em 2017, ela vendeu as operações europeias da Opel e Vauxhall para a Peugeot e decidiu pela saída da companhia da África do Sul e de outros mercados africanos. Desde então, Barra também tomou decisões para retirar a GM do Vietnã, Indonésia e Índia.

Fundo pretende financiar ONGs, pesquisas e projetos que pensem formas de reduzir o aquecimento global. O jornal Washington Post é um investimento pessoal de Jeff Bezos, e não da Amazon AFP O homem mais rico do mundo e presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos, anunciou nesta segunda-feira (17) a criação do "Bezos Earth Fund", um fundo de US$ 10 bilhões que apoiará projetos que lutam contra a mudança climática. Segundo o post de Bezos em uma de suas redes sociais, o fundo vai financiar cientistas, ativistas, ONGs e "qualquer esforço que ofereça uma possibilidade real de ajudar a preservar e proteger o mundo", afirmou. O objetivo, segundo ele, é também tornar coletivas ações positivas de grandes e pequenas empresas, países, organizações globais e indivíduos. ⁣⁣⁣ Initial plugin text ⁣⁣⁣"Estou empenhando 10 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 45 bilhões) para começar a emitir doações a partir de junho. A Terra é a única coisa que todos nós temos em comum - vamos protegê-la juntos"⁣⁣- Jeff Bezos, presidente da Amazon Apesar do alto valor destinado ao fundo, os US$ 10 bilhões não correspondem nem a 10 por cento da fortuna acumulada por Bezos, que, atualmente, está estimada em US$ 131 bilhões. No final do ano passado, Bezos fez uma doação de quase US$100 milhões para fundações que prestam apoio às pessoas em situação de rua. Initial plugin text Jeff Bezos O fundador da Amazon, Jeff Bezos, é o homem mais rico do mundo, segundo o ranking de 2019 da revista Forbes. Ele tem um patrimônio de US$ 131 bilhões. Nascido há 55 anos em Albuquerque, Novo México (EUA), Bezos trabalhou preparando hambúrgueres na rede de fast food McDonald's durante a juventude. Algumas curiosidades sobre Jeff Bezos: Ele também é dono de outros negócios, como o jornal Washington Post e a empresa de foguetes Blue Origin. Ele foi um dos primeiros investidores de negócios inovadores, como a Uber e o Airbnb. Ele já foi eleito o pior chefe do mundo pela Confederação Sindical Internacional em 2014. Bezos é desafeto de Donald Trump. O presidente americano diz que suas empresas não pagam todos os impostos devidos. Jeff Bezos promete homem na Lua em 2024

Inscrições foram abertas nesta segunda-feira (17) e podem ser feitas até 21 de fevereiro. Seletivo tem vaga para enfermeiro Reprodução/Freepik A Prefeitura de Machadinho D'Oeste (RO) abriu inscrições, nesta segunda-feira (17), para preencher 14 vagas da área da saúde. Os salários do certame chegam a R$ 6,3 mil. Segundo edital, o processo seletivo visa preencher vagas nos cargos de Técnico de Enfermagem, Enfermeiro, Farmacêutico/Bioquímico, Fisioterapeuta, Médico Clinico Geral, Médico Ultrassonografista, Fonoaudiólogo e Psicólogo. As inscrições serão aceitas, presencialmente, até 21 de fevereiro. Conforme a prefeitura, os 14 classificados serão admitidos em caráter emergencial e temporário pelo prazo de 12 (doze) meses. Os contratados irão atuar na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). Veja o edital

Líder do segmento no país adquiriu a operação de café torrado e moído da Mitsui Alimentos. Grupo 3corações disse que a compra foi a maior operação já realizada pela empresa Pixabay O Grupo 3corações, líder no segmento de café no Brasil, anunciou nesta segunda-feira aquisição por R$ 210 milhões da divisão de café torrado e moído da Mitsui Alimentos, subsidiária da companhia japonesa que detém marcas como Café Brasileiro, .br Gold (especial), 3 Fazendas, entre outras. O acordo com a Mitsui inclui ainda a linha de solúveis, achocolatados, cápsulas e drip coffee, duas fábricas de café torrado e moído, em Araçariguama (SP) e Cuiabá (MT), além de um centro de distribuição em Campo Grande (MS). A compra faz parte do plano de expansão da 3corações no Brasil, com foco agora no Centro-Oeste do país, "fortalecendo sua liderança na região". "Essa é a maior aquisição já realizada pelo Grupo 3corações e é um importante passo para a consolidação da nossa posição no segmento de café torrado e moído, principalmente na região Centro-Oeste e no estado de São Paulo", disse o presidente do Grupo 3corações, Pedro Lima, em nota. O negócio de exportação de café verde da Mitsui Alimentos permanece sob o guarda-chuva da Mitsui & Co., acrescentou a companhia. Veja mais notícias do Agronegócio no G1
Na parcial do ano, porém, foi registrado um saldo positivo menor, de US$ 52 milhões. Os números foram divulgados pelo Ministério da Economia. A balança comercial registrou superávit de US$ 1,787 bilhão nas duas primeiras semanas de fevereiro, até domingo (16), informou o Ministério da Economia nesta segunda-feira (17). O superávit acontece quando as exportações superam as importações. Quando ocorre o contrário, é registrado déficit comercial. Na parcial deste mês, as exportações somaram US$ 8,411 bilhões, valor 6,9% maior do que o registrado no mesmo período de fevereiro do ano passado. Já as importações totalizaram US$ 6,624 bilhões, com alta de 5% na mesma comparação. De acordo com o governo, neste mês houve aumento nas exportações de semimanufaturados (+2,8%) e de produtos básicos (+13,6%), enquanto as vendas externas de manufaturados recuaram 0,8%. Nas importações, cresceram os gastos com cobre (+71,1%), farmacêuticos (+24,3%), equipamentos mecânicos (+15,2%), plásticos (+10,7%) e químicos orgânicos e inorgânicos (+9,9%). Acumulado de 2020 No acumulado deste ano, até 16 de fevereiro, a balança comercial registrou superávit de US$ 52 milhões, informou o Ministério da Economia. Em 2019, neste mesmo período, houve superávit de US$ 2,613 bilhões. De acordo com o governo, no acumulado deste ano, as exportações somaram US$ 22,850 bilhões (queda de 12,3% na comparação com o mesmo período do ano passado). A média diária foi de US$ 714 milhões. As importações somaram US$ 22,799 bilhões, recuo de 1,2% em relação ao mesmo período de 2019. A média diária foi de US$ 712 milhões.

Suspensão determinada por regime de Nicolás Maduro valerá por 90 dias, segundo ministro dos Transportes. Avião da TAP durante voo Wikimedia/Divulgação A companhia aérea TAP, de Portugal, está suspensa por 90 dias de operar na Venezuela, anunciou o regime de Nicolás Maduro nesta segunda-feira (17). A medida foi tomada dias depois da detenção de Juan Márquez — tio do autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó —, acusado de levar explosivos no avião (veja no VÍDEO abaixo). Venezuela: tio de Guaidó é acusado de transportar explosivos em avião Em anúncio no Twitter, o ministro dos Transportes do governo chavista, Hipólito Abreu, disse que tomou a decisão devido às "graves irregularidades cometidas no voo TP173". Naquele voo, Guaidó e o tio, Juan Márquez, voltavam da Europa após uma série de encontros com líderes internacionais, com participação inclusive no Fórum Econômico Mundial em Davos. Durante programa na televisão estatal, Diosdado Cabello — o número dois do chavismo na Venezuela — acusou Márquez de levar explosivos nos compartimentos da bateria de uma lanterna e em cápsulas de recargas de perfume. O tio de Guaidó nega a acusação, e a própria companhia portuguesa rechaçou a hipótese de que Márquez tenha carregado material explosivo em uma das aeronaves. Juan Guaidó, autoproclamado presidente da Venezuela, participa de coletiva de imprensa em Caracas neste sábado (15) Leonardo Fernandez Viloria/Reuters Em Caracas, Guaidó garantiu, no sábado, que a prisão de seu tio materno é o preço que está pagando por voltar à Venezuela após a viagem internacional. "Recebi a mensagem, e aqui está a resposta: seguimento em frente e com força. Não vamos nos mover nenhum centímetro de nossa posição", disse o líder parlamentar. Governo dos EUA repudia prisão Juan Guaidó, autoproclamado presidente da Venezuela, cumprimenta o conselheiro Jared Kushner ao chegar à Câmara dos EUA para ouvir discurso de Donald Trump nesta terça-feira (4) Brendan Smialowski/AFP No sábado, o governo norte-americano repudiou a detenção de Juan Márquez. "Os Estados Unidos condenam com firmeza a prisão de Juan José Márquez e exigem a sua libertação imediata", diz a nota do Departamento de Estado. "As acusações absurdas apresentadas exemplificam o desespero crescente de Maduro e seus sócios corruptos", critica a nota americana. "Fabricar provas para justificar prisões arbitrárias com motivação política são uma ferramenta comum do regime ilegítimo antigo de Maduro", assinala a nota americana, que acusa o presidente venezuelano e seus funcionários de "práticas mafiosas". Neste mês, Guaidó assistiu em Washington ao discurso sobre o Estado da União de Donald Trump. Durante a fala, o presidente norte-americano citou o líder da oposição ao chavismo, em um dos raros momentos de aplauso tanto de republicanos quanto de democratas.
Fruta nativa das Américas gera renda para mais de 6 mil pequenos produtores em todo o país. Produção de goiabas no Brasil movimenta R$ 800 milhões por ano A goiaba movimenta a agroindústria de doces, gerando renda para 6 mil pequenos produtores em todo o país. A receita anual dos pomares chega a R$ 800 milhões. Ela é uma fruta nativa das Américas, ela contém muitas fibras e é rica em vitamina C e sais minerais. As folhas da goiabeira rendem um chá para regularizar o intestino. A casca e a semente da fruta são usadas na fabricação de creme para a pele. Goiaba é saúde. Goiaba é agro.
Situação financeira das indústrias com até 50 funcionários também voltou a melhorar no último trimestre de 2019, e as perspectivas são favoráveis, informou a entidade. O desempenho da indústria de pequeno porte manteve o ritmo de recuperação no final de 2019, avaliou nesta segunda-feira (17) a Confederação Nacional da Indústria (CNI), por meio do Panorama da Pequena Indústria (PPI). São consideradas de pequeno porte as indústrias com até 50 funcionários. A publicação do panorama é trimestral e é gerada a partir dos resultados da Sondagem Industrial, Sondagem Indústria da Construção e Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI). "Ao longo de todo o 4º trimestre, o Índice de Desempenho manteve-se acima da média histórica e dos mesmos meses de 2018", informou a CNI, acrescentando que os números confirmaram a tendência diante da "leve aceleração da economia" e "registraram bom desempenho" no período. De acordo com a confederação, o Índice de Desempenho da pequena empresa do quarto trimestre ficou em 47,4 pontos, ficando acima da média histórica (43,1 pontos) e do patamar registrado nos últimos três meses de 2018 (45,8 pontos). "O índice mostra contínua melhora do desempenho das pequenas empresas no segundo semestre, quando se compara com 2018", avaliou. De acordo com o levantamento, a situação financeira da pequena indústria também voltou a melhorar no último trimestre de 2019. "O Índice de Situação Financeira mostra continuidade da trajetória de melhora iniciada no terceiro trimestre, após estabilidade no segundo", informou. A CNI avaliou, ainda, que o Índice de Perspectivas e a confiança dos empresários da pequena indústria iniciaram 2020 em alta, mantendo tendência positiva dos meses anteriores. "O índice aumentou de 50,9 pontos em dezembro de 2019 para 53,1 pontos em janeiro de 2020. O índice aponta que as perspectivas são amplamente favoráveis. O índice encontra-se bem acima da média histórica, hoje em 45,6 pontos, e 0,8 ponto acima do registrado em janeiro de 2019", acrescentou a entidade.

Conforme informou assessoria da hospital nesta segunda-feira (17), compra foi feita pelo Grupo Rede D`Or São Luiz, que além da Bahia, opera em diversos estados brasileiros. Maior rede de hospitais privados do Brasil compra 80% do Hospital Aliança, em Salvador A Companhia de Participações Aliança da Bahia anunciou nesta segunda-feira (17), a venda de 80% do Hospital Aliança, em Salvador, para o Grupo Rede D`Or São Luiz. A maior parte da unidade de saúde, inaugurada em 1990, foi vendida por R$ 800 milhões, sem a alienação dos imóveis que fazem parte do Hospital Aliança. A informação é da assessoria de imprensa do hospital. A assessoria informou ainda que com a venda, a Companhia Aliança da Bahia segue com 20% do hospital e vai construir um novo edifício para uso hospitalar. Há previsão ainda de expansão das atividades. A Rede D’Or São Luiz é uma das maiores redes de hospitais privados do Brasil e foi fundada em 1977, no Rio de Janeiro. A organização está presente em diversos estados além da Bahia e Rio, como São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão e Sergipe. Com a venda, está prevista a construção de um novo prédio na mesma área onde funciona o hospital, que não mudará de nome. Na ampliação, novos leitos devem ser criados. A previsão é que número chegue a 300. Segundo Albérico Mascarenhas, Superintendente do Hospital Aliança, a venda trará novos leitos e não afetará nos empregos dos profissionais. "Quanto aos funcionários, eles ficam absolutamente tranquilos não tendemos que vai haver alguma mudança significativa. Com a entrada da rede e, no segundo momento, com a ampliação, nós teremos mais alguns serviços e maiores quantidades de leitos disponíveis e vamos atender mais gente. Mas a qualidade é a mesma", disse Albérico Mascarenhas. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Filhas de Ivete Sangalo nasceram no Hospital Aliança, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador Henrique Mendes/G1

Taxas de inscrições variam entre R$ 60 e R$ 100. Salários são de R$ 1.820,27 para motorista; R$ 2.350,85 para técnico em informática e R$ 5.419,34 para procurador. As inscrições seguem abertas até o dia 15 de março. Arte/G1 A Câmara de Vereadores de Ji-Paraná (RO) abriu concurso público com vagas para motoristas, técnico em informática e procurador, com carga horária de 40 horas semanais. Segundo o edital, os salários variam de R$ 1.820,27 a R$ 5.419,34. As inscrições seguem abertas até o dia 15 de março. Confira o edital do concurso Os interessados devem realizar as inscrições através do site da banca organizadora. Os valores das taxas de inscrições são de R$ 60 para motorista, R$ 80 para técnico em informática e R$ 100 para procurador. Ao todo, são duas vagas para cargo de motorista, com salário de R$ 1.820,27. Uma para técnico em informática, com remuneração R$ 2.350,85 e uma para o cargo de procurador, com o salário de R$ 5.419,34. Os candidatos serão avaliados através de prova objetiva no dia 29 de março. Para o cargo de procurador, também será necessário realizar uma avaliação discursiva. No caso dos candidatos que irão concorrer ao cargo de motorista, será feita uma prova prática. O concurso terá duração de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. De acordo com o cronograma divulgado, o gabarito final da prova objetiva está previsto para ser divulgado no dia 31 de março.

Justiça ordena que gigante americana interrompa corte de árvores nos arredores de Berlim enquanto analisa pedido de associação ambiental. Empresa de Elon Musk planeja construir ali sua primeira "gigafábrica" da Europa. Vista geral da área onde a Tesla está construindo fábrica, em Gruenheide, Alemanha, nesta segunda-feira (17) Annegret Hilse/Reuters Um tribunal na Alemanha determinou na noite de sábado (15) que a Tesla interrompa imediatamente a derrubada de uma floresta nos arredores de Berlim, onde prepara o terreno para construir sua primeira fábrica na Europa. A decisão é uma vitória para ativistas ambientais locais. O quanto roda, onde recarregar, custo... como é o dia a dia com carros elétricos Harley-Davidson sem ronco: veja como anda a primeira moto elétrica da marca O Tribunal Administrativo Superior de Berlim-Brandemburgo emitiu uma liminar afirmando que, antes de tomar uma decisão final sobre o tema, precisa primeiro analisar um recurso contra o corte de árvores apresentado pela Grüne Liga Brandenburg, uma associação de proteção ambiental. Organizações ambientalistas expressaram indignação quando a derrubada de árvores ao longo de 91 hectares de floresta teve início na última quinta-feira. A Grüne Liga foi um dos grupos que se manifestou pela paralisação imediata dos cortes florestais, e entrou com um pedido de emergência na sexta-feira para que a preparação do terreno para a "gigafábrica" da Tesla fosse interrompida. Árvores derrubadas na área da futura fábrica da Tesla na Alemanha Annegret Hilse/Reuters Em sua decisão, a corte afirmou que o "já avançado" trabalho de derrubada da floresta seria "concluído em três dias", e portanto decidiu impor uma suspensão temporária, enquanto analisa o recurso apresentado pela associação ambiental. "Não devemos presumir que a moção que busca proteção legal trazida pela Grüne Liga não tem qualquer chance de sucesso", diz um comunicado do tribunal. Na última quinta-feira, o Ministério do Meio Ambiente da Alemanha autorizou a Tesla a iniciar a derrubada da floresta para preparar o terreno para sua "gigafábrica", mas "por sua conta e risco", já que a empresa ainda não recebeu a licença final para a construção do prédio. Segundo o ministério alemão, reclamações contra a nova fábrica ainda podem ser feitas até 5 de março e, depois disso, a permissão para a construção será analisada. A gigante americana de carros elétricos planeja dar início à produção em Grünheide, no estado de Brandemburgo, em meados do próximo ano. O plano inicial de Elon Musk, CEO da Tesla, é produzir 150 mil veículos elétricos por ano ali. Mais tarde, a produção anual pode subir para 500 mil veículos. Estima-se que até 12 mil funcionários sejam contratados. A Tesla anunciou em novembro que construiria sua quarta "gigafábrica" nos arredores de Berlim – atualmente, já existem duas nos Estados Unidos e uma na China –, uma notícia que dividiu moradores. Uma área de 300 hectares em Grünheide, numa região conhecida por suas vastas florestas e numerosos lagos e rios, foi vendida à empresa pelo estado de Brandemburgo por 41 milhões de euros (190 milhões de reais). Picape elétrica da Tesla falha em apresentação; assista: Tesla Cybertruck promete robustez, mas falha em teste ao vivo

São vagas para diversas áreas e níveis de escolaridade. Em Araraquara (SP), interessados devem se inscrever até esta segunda-feira (17). Analândia e outras cinco cidades da região têm concursos públicos com inscrições abertas PMBV Araraquara, Santa Rita do Passa Quatro, São José do Rio Pardo, Vargem Grande do Sul, Analândia e Boa Esperança do Sul (SP) estão com inscrições abertas para concursos públicos com vagas em diversas áreas de atuação e com exigência de diferentes graus de escolaridade. Em Araraquara, os interessados devem se inscrever até esta segunda-feira (17). Em Analândia e Boa Esperança do Sul, o período de inscrição segue até 4 de março. Confira os detalhes dos editais abertos e como se inscrever: Araraquara A Prefeitura de Araraquara está com inscrições abertas para concurso público com 17 cargos, sendo uma vaga por cargo, na área de saúde. As exigências são para níveis médio e superior e os salários variam de R$ 1.298 até R$ 5.175,42, entre outros benefícios. As inscrições devem ser feitas pela internet no site www.consulpam.com.br até está segunda-feira (17). As taxas variam de R$ 14,51 até R$ 21,76 de acordo com o nível de escolaridade exigido. Auxiliar de saúde bucal Enfermeiro Engenheiro agrimensor Engenheiro civil Engenheiro eletricista Farmacêutico Fiscal do procon Inspetor de posturas Médico especialista – cirurgia pediátrica Médico especialista – nefrologia Médico especialista – neuropediatria Médico especialista – psiquiatria Médico especialista - radiologia e diagnóstico por imagem Médico generalista Médico veterinário Técnico de enfermagem Telefonista auxiliar de regulação médica Concurso público de Araraquara tem vaga para médico Petra Mafalda/Divulgação Santa Rita do Passa Quatro A Prefeitura de Santa Rita do Passa Quatro tem concurso público aberto para quatro cargos na área de educação, sendo cinco vagas disponíveis e uma reserva. O nível de exigência para participação é para ensino superior e o salário previsto em edital é de R$ 2.349,76. A inscrição deve ser feita até às 16h de quinta-feira (20) pela internet no site www.conscamweb.com.br. A taxa para todos os cargos é de R$ 13,30. Professor de educação infantil (cadastro reserva) Professor de educação básica I (2 vagas) Professor de educação básica II – Informática (2 vagas) Professor de sala de apoio (PSA) educação especial (1 vaga) Concurso público em Santa Rita do Passa Quatro tem vaga para professor de educação infantil Maurilio Cheli/SMCS São José do Rio Pardo A Prefeitura de São José do Rio Pardo abriu concurso público para a seleção de uma vaga disponível e cadastro reserva para Guarda Civil Municipal. O nível de escolaridade exigido é ensino médio e o salário é de R$ 1.653,83. A inscrição deve ser realizada pelo site www.aplicativaassessoria.net até quinta-feira (20) e a taxa cobrada é de R$ 14,52. Vargem Grande do Sul A Prefeitura de Vargem Grande tem concurso público aberto com 28 cargos em diversas áreas, sendo 30 vagas disponíveis e outras de cadastro reserva. Os níveis de escolaridade exigidos são fundamental, médio e superior e os salários vão de R$ 1.111,43 até R$ 11.668,81. A inscrição deve ser feita até 16h de quinta-feira (20) pela internet no site www.conscamweb.com.br. As taxas de inscrição variam de R$ 60 a R$ 80. Agente comunitário de saúde (1 vaga) Ajudante geral (3 vagas) Assistente social (1 vaga) Auxiliar de enfermagem (1 vaga) Bibliotecário (1 vaga) Coveiro (1 vaga) Eletricista (1 vaga) Engenheiro agrônomo (1 vaga) Farmacêutico (1 vaga) Fonoaudiólogo (1 vaga) Guarda civil municipal (1 vaga) Médico (1 vaga) Médico angiologista/cirurgião vascular (1 vaga) Médico clínico geral (2 vagas) Médico neurologista (1 vaga) Médico neuropediatra (1 vaga) Médico ortopedista (1 vaga) Médico pediatra (1 vaga) Médico psiquiatra (1 vaga) Médico urologista (1 vaga) Médico veterinário (1 vaga) Motorista (cadastro reserva); Nutricionista (1 vaga) Operador de máquinas (1 vaga) Orientador social (1 vaga) Pedreiro (1 vaga) Psicólogo (1 vaga) Técnico em farmácia (1 vaga) Concurso de Vargem Grande do Sul tem vaga para pedreiro Reprodução/TV Anhanguera Analândia A Prefeitura de Analândia tem inscrições abertas em concurso público para sete cargos em diversas áreas com exigência de níveis fundamental e superior. No total, são 15 vagas disponíveis com salários que variam de R$ 1.109,76 até R$ 3.351,67. As inscrições devem ser feitas até às 23h59min de 4 de março pelo site www.institutoindec.com.br. As taxas variam de R$ 45 a R$ 75. Auxiliar de serviços gerais de limpeza (2 vagas) Recepcionista (2 vagas) Médico (7 vagas) Médico ginecologista (1 vaga) Médico pediatra (1 vaga) Médico do trabalho (1 vaga) Professor de educação básica II de geografia (1 vaga) Boa Esperança do Sul abriu concurso público com vaga para coveiro Maiara Barbosa/ G1 Boa Esperança do Sul A Prefeitura de Boa Esperança do Sul abriu concurso público para cadastro reserva de 24 cargos em diversas áreas, com exigência de níveis médio e superior. As inscrições devem ser feitas até 23h59 de 4 de março pelo site www.institutoindec.com.br. As taxas de inscrição variam de R$ 40 a R$ 75. Auxiliar de serviços gerais Coveiro Operador de pá carregadeira Operador de motoniveladora (patroleiro) Tratorista Agente comunitário de saúde da família USF Palmeiras Agente comunitário de saúde da família USF Vista Verde Agente comunitário de saúde da família USF Nova Esperança Agente de saúde para vigilância epidemiológica Auxiliar de recreação Berçarista Cuidador social Escriturário Motorista Técnico em segurança Assistente social Coordenador social (casa abrigo) Monitor de esportes Procurador jurídico Professor de educação infantil para atuação como docente na educação infantil Professor de educação básica I – PEB I Professor de educação básica II – Inglês Professor de educação especial Psicólogo Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Aplicativo invasor permitia usar o celular para fazer gravações e fotos sem que o dono percebesse. Grupo palestino consegue infiltrar celulares de soldados israelenses usando mensagens enviadas por 'mulheres' IDF/ BBC Dezenas de soldados de Israel tiveram seus telefones celulares invadidos pelo grupo militante Hamas numa estratégia que simulava mulheres em busca de atenção. Segundo um porta-voz da Defesa israelense, militares receberam diversas fotos falsas de mulheres jovens e, ao clicarem em links em busca de imagens, acabavam também instalando um aplicativo que dava acesso aos telefones deles. A autoridade militar afirmou que não foi detectado nenhum vazamento significativo de informações antes de a invasão ter sido percebida. Soldados israelenses são enganados e têm celulares invadidos por infiltrados do Hamas Hamas e Israel são inimigos. O Hamas - o grupo palestino que controla Gaza - rejeita integralmente a presença de Israel na região, e, por sua vez, os israelenses consideram o Hamas uma organização terrorista. Em permanente conflito, ambos adotam diversas estratégias de inteligência e contrainteligência. Esta foi a terceira tentativa recente do Hamas para tentar se infiltrar em celulares de soldados israelenses. E foi a mais sofisticada até agora, segundo Jonathan Conricus, porta-voz das Forças Armadas de Israel. "Nós temos percebido que eles têm aprendido e elevado o nível [técnico]." Conricus afirmou que os invasores fingiram ser jovens mulheres que escreviam um hebreu imperfeito, para convencer os soldados disso, diziam ser imigrantes ou ter algum tipo de deficiência visual ou auditiva. Depois de conquistarem essas amizades, esses perfis falsos enviavam links sob o pretexto de permitir que eles trocassem fotos, mas na verdade fazia com que os soldados instalassem programas que permitia acessar localização, arquivos e contatos dos aparelhos, por exemplo. O aplicativo invasor também permitia usar o celular para fazer gravações e fotos sem que o dono percebesse. Segundo Conricus, Israel descobriu o plano de invasão dos celulares meses atrás, mas decidiu mantê-lo sob vigilância a fim de investigá-lo. Só recentemente ele foi derrubado. As Forças Armadas israelenses já haviam alertado seus membros de que eles precisam estar atentos com o uso dos smartphones, inclusive com diretrizes para evitar eventuais invasores.

Usuários estão sendo forçados a comprar novos laptops porque seus sistemas estão se tornando obsoletos ao mesmo tempo em que smartphones e tablets ganham espaço entre as preferências do cliente. Chegou o fim dos laptops? Segundo uma pesquisa com usuários de Internet, apenas 15% acham que laptop é o dispositivo mais importante, comparado com 66% em relação ao smartphone GETTY IMAGES/BBC O recente anúncio da Microsoft de que deixou de oferecer suporte ao sistema operacional Windows 7 gerou estresse entre seus usuários. A empresa informou que importantes ferramentas, como internet banking e compras on-line, não seriam mais seguras nos computadores com Windows 7, que se transformam assim em território obsoleto, fértil para hackers. É difícil saber quantos usuários serão afetados pela medida, mas uma estimativa sugere que poderiam ser centenas de milhões. A recomendação da empresa era baixar a atualização imediatamente e, se possível, comprar um laptop novo, já que o anterior poderia ser muito lento ou não funcionar tão bem com o atual Windows 10. Mas esse é um gasto que muitos usuários não podem — ou não querem — ter. Quando comecei a pesquisar sobre esse assunto, encontrei mais de 100 artigos de especialistas que garantem que o processo de mudança para novos sistemas operacionais é estressante para os usuários. Um deles até descreveu esse processo como "sofrimento". A maioria desses especialistas preconizava que o estresse fazia parte dessa transformação e ofereceu conselhos sobre como minimizar ou reduzir esse estresse. Mas é realmente necessário comprar um novo laptop? Ou é hora de mudarmos para um dispositivo completamente diferente? Segurança e proteção de dispositivos antigos A Microsoft quer que seus usuários acreditem que o Windows 10 é a versão mais recente do Windows e, em vez de fazer novas edições, melhorará a experiência de forma mais contínua. Obviamente, isso não é apenas um problema para os proprietários de laptops com Windows. Os sistemas operacionais da Apple e Android também devem ser atualizados, e, regularmente, as empresas anunciam que versões anteriores deixarão de ser suportadas e que, se os usuários continuarem a usá-las, sua segurança não será garantida. Em outras palavras, se seus dados bancários forem roubados, a culpa é sua. Pode ser verdade que pesquisadores e hackers encontrem com frequência vulnerabilidades em dispositivos antigos. Pesquisas mostram que os hackers têm mais chances de encontrar falhas nos códigos mais antigos e naqueles que lhes são mais familiares. Mas dizer que esses sistemas não podem ser protegidos é possivelmente um alarmismo em nome das vendas. Eles são fabricados por empresas grandes e ricas, com recursos mais que suficientes para criar patches e manter nossos dispositivos mais antigos em segurança. Interromper o suporte cria medo para usuários e clientes insatisfeitos com os dispositivos mais antigos que acabam desistindo e pagando por novos dispositivos e versões de software. Em muitos casos, parece que eles estavam tentando convencer os usuários a comprar um laptop novo em um ato de fé. Certamente, há evidências de um aumento de curto prazo nas vendas desses computadores. Mas algumas pessoas já começaram a abandonar esse mercado. Cada vez menos presente Pesquisas feitas nesse sentido mostram que a propriedade, o uso e a importância dos laptops diminuíram nos últimos três anos, sendo amplamente substituídos pelos smartphones. Uma pesquisa com usuários da Internet descobriu que apenas 15% consideravam o laptop o dispositivo mais importante para acessar a rede, em comparação com 30% que pensavam assim em 2015, enquanto 66% achavam que o smartphone era a maneira mais importante, em comparação com 32% que pensavam assim em 2015. Isso levou alguns a prever a morte lenta do laptop, devido às preferências dos jovens e a uma maior familiaridade dos usuários em geral com os dispositivos portáteis. Uma pesquisa realizada pelo órgão regulador britânico Ofcom em 2017 também detectou um aumento recorde de idosos que utilizam smartphones e tablets. É possível que mesmo os amantes do teclado QWERTY (o mais comum) não precisem de um laptop. E é que os teclados para dispositivos móveis estão melhorando e existem produtos alternativos no mercado, como tablets híbridos (com teclados) e dispositivos dobráveis. Nos últimos anos, o mercado de tablets aumentou constantemente. Apple tem anunciado os iPad com maior conectividade com outros dispositivos, como monitores de alta resolução, funcionando cada vez mais como computadores. Divulgação/Apple Mas também existem outros motivos para não desistir de uma nova atualização do Windows 10 e acabar gastando uma pequena fortuna em um novo laptop. Não menos importante é o fato de o novo sistema operacional não estar isento de erros e outros problemas de segurança. De fato, a Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos encontrou recentemente uma falha tão séria que, de uma maneira quase incomum, emitiu um aviso público. Então, você precisa trocar de computador? Talvez a coisa mais inteligente seja esperar e ver. Existem outros dispositivos para executar procedimentos como banco online e seu laptop antigo ainda funcionará perfeitamente na execução de outras tarefas que envolvam riscos à segurança. Em vez de dar dinheiro a fabricantes e vendedores de laptops, você pode gastá-lo de outra forma. *Este artigo foi escrito por Paul Levy, pesquisador em gerenciamento de inovação da Universidade de Brighton, no Reino Unido

Indicador alcançou maior nível desde abril de 2015 e registrou melhor resultado para um mês de fevereiro em 5 anos. Movimentação de pessoas na Rua 25 de Março, região central de São Paulo. Bruno Rocha/FotoArena/Estadão Conteúdo O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF), calculado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cresceu 1,2% em fevereiro, na comparação com janeiro, interrompendo uma sequência de duas quedas seguidas. Na comparação com fevereiro do ano passado, o crescimento foi de 0,8%. Segundo a pesquisa, a intenção de consumo das famílias chegou a 99,3 pontos em fevereiro, alcançando o maior nível desde abril de 2015 – último mês em que o índice esteve no patamar de satisfação (acima de 100 pontos). Pela metodologia do indicador, índices abaixo de 100 pontos indicam uma percepção ainda de insatisfação com as condições do mercado atual. Segundo a CNC, foi o melhor resultado para um mês de fevereiro em cinco anos. Para o presidente da CNC, José Roberto Tadros, o resultado sugere uma recuperação gradativa do consumo, ancorada em fatores econômicos, como a redução do desemprego e o aumento das contratações líquidas, além da taxa inflacionária baixa. Famílias compram mais, mas melhora consistente do consumo depende do mercado de trabalho Informalidade supera 50% em 11 estados do país Emprego e renda A pesquisa mostra que também houve uma melhora nos indicadores referentes a emprego e renda. Segundo a CNC, 39,1% dos entrevistados se sente mais segura em relação ao seu emprego atual – maior percentual desde abril de 2015 (40%). Com 119,9 pontos, este foi o subíndice que obteve a melhor pontuação em fevereiro, entre os considerados pela pesquisa. Já 38,1% das famílias avaliaram positivamente a renda atual, com o indicador registrando 114,6 pontos – melhor desempenho desde maio de 2015. "Na esteira de emprego e renda, melhoraram também os indicadores de condições e perspectivas de consumo. O acesso ao crédito impulsionou o desempenho positivo, com 32,1% das famílias indicando que comprar a prazo está mais fácil – o maior percentual desde junho de 2015", destaca a aCNC. Especificamente em relação à perspectiva de consumo mo futuro, houve alta de 3,1%, após duas quedas seguidas. Segundo a CNC, pela primeira vez desde fevereiro do ano passado, a maior parte das famílias acredita que vai consumir mais no futuro.
Perspectiva é de provável queda no período de janeiro a março de 2020 após recuperação no 4º trimestre de 2019. O crescimento do comércio global de mercadorias deve permanecer fraco no início de 2020, disse nesta segunda-feira (17) a Organização Mundial de Comércio (OMC), acrescentando que o desempenho abaixo da tendência pode ser reduzido ainda mais pelo novo coronavírus. O órgão comercial com sede em Genebra disse que seu indicador de comércio de mercadorias caiu para 95,5 ante leitura de 96,6 registrada em novembro. Leituras inferiores a 100 indicam crescimento do comércio abaixo das tendências de médio prazo. A OMC disse que o novo número não leva em consideração os desenvolvimentos mais recentes, como o surto do novo coronavírus, que pode diminuir ainda mais as perspectivas do comércio. China tem 1,7 mil mortes por novo coronavírus e mais de 70,6 mil casos confirmados Análise: os reflexos da crise do coronavírus no comércio Brasil/China O comércio mundial de mercadorias caiu 0,2% ano a ano no terceiro trimestre de 2019, informou a OMC, com uma possível retomada no quarto trimestre. No entanto, seus novos dados indicaram que essa recuperação não será sustentada, com um declínio agora parecendo provável no período de janeiro a março de 2020. O indicador de perspectivas comerciais da OMC é um composto de dados sobre pedidos de exportação em pesquisas de negócios, frete aéreo, transporte de contêineres, produção e vendas de automóveis e comércio de componentes eletrônicos e materiais agrícolas, principalmente madeira. Ele foi projetado para identificar pontos de virada e avaliar o ímpeto do crescimento do comércio global, em vez de fornecer uma previsão específica de curto prazo.
Braspag, Guiabolso e Cognizant têm vagas em áreas como tecnologia, financeiro e comercial. As empresas Braspag, Guiabolso e Cognizant estão com vagas de emprego abertas na área de tecnologia. Veja mais detalhes das seleções abaixo: Veja mais vagas de emprego pelo país Braspag A Braspag, empresa de desenvolvimento de soluções para meios de pagamento para e-commerce, com sede no Rio de Janeiro e escritório em São Paulo, está com vagas abertas nas áreas de tecnologia e comercial. Os cargos disponíveis são para: Cloud Engineering, UX, Especialista Devops, Analista de Risco, Desenvolvedor.Net e Coordenador de Planejamento Comercial. Entre as exigências estão: formação na área pretendida e experiência nas funções relacionadas ao cargo. As vagas estão distribuídas em Alphaville, em Barueri (SP), e Rio de Janeiro, de acordo com o cargo. Os benefícios incluem salário compatível com o mercado, assistência médica, odontológica, auxílio academia, vale-transporte, refeição e alimentação, seguro de vida, participação nos lucros, entre outros. Os candidatos devem se cadastrar no site da Braspag. Guiabolso A fintech Guiabolso, aplicativo de gestão financeira e curadoria de produtos, está com 40 vagas abertas neste começo de ano. As oportunidades são nas áreas de tecnologia, financeiro e novos negócios. As principais vagas são pra Desenvolvedor Backend, Desenvolvedor Frontend, Desenvolvedor Android, Analista Comercial e Especialista de Investimento. Os contratados trabalharão no escritório do Guiabolso em São Paulo, em Pinheiros, localizado próximo ao metrô Faria Lima. Para as vagas de tecnologia, a empresa costuma avaliar a capacidade do profissional em resolver problemas da área e se a pessoa tem ownership para participar, questionar e discutir as decisões desde o primeiro dia. O processo seletivo geralmente envolve 3 fases. Na primeira delas, é feita uma seleção do currículo, depois disso é aplicado algum case ou dinâmica e, por fim, há uma rodada de entrevistas com o time de Pessoas e os líderes daquela área de atuação. Entre os benefícios oferecidos pela fintech estão vale-refeição, vale-transporte, plano de saúde e odontológico, convênio com o Gympass e fretado para colaboradores que moram fora da cidade. Os interessados devem se inscrever pela página do Guiabolso no Kenoby. Cognizant A Cognizant, empresa de tecnologia e negócios, abriu 40 vagas dentro do programa Aprendiz Women in Tech, para estimular, treinar e capacitar mulheres que estão cursando ou terminaram o ensino médio a atuar na área de tecnologia da informação. Para participar do processo seletivo, é preciso ter entre 17 e 21 anos, estar cursando o terceiro ano ou ter concluído o ensino médio. Como se trata de um programa de capacitação, não é necessária experiência profissional, mas é preciso ter noções básicas de pacote Office. O treinamento tem duração de 18 meses. A profissional trabalhará 6 horas por dia, de segunda a sexta-feira. O programa oferece vale-refeição, vale-transporte, convênio médico e salário compatível com o mercado. Ao fim do programa, haverá possibilidade de efetivação e crescimento profissional na Cognizant. As vagas são para diversas áreas: digital business, suporte, operações e área corporativa. Para se candidatar, acesse o site até dia 21 de fevereiro.

Leilão, previsto para novembro, deve movimentar cerca de R$ 20 bilhões. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu nesta segunda-feira o prazo de 45 dias para discutir as regras do leilão da quinta geração de telefonia (5G). O aviso de consulta pública foi publicado na edição desta segunda-feira (17) do Diário Oficial da União (DOU). A versão preliminar do edital foi aprovada pela diretoria da agência no dia 6 de fevereiro. O leilão é considerado o maior da história da Anatel, com oferta de 3,7 gigahertz (GHz) em capacidade adicional de radiofrequência dedicada à transmissão de dados por dispositivos móveis. As licenças de serviço estão divididas em blocos distribuídos nas faixas de 700 megahertz (MHz), 3,5 GHz, 2,3 GHz e 26 GHz. O leilão, previsto para novembro, deve movimentar R$ 20 bilhões entre o preço de aquisição das licenças, que será fixado na versão final do edital, as obrigações de investimento na expansão de redes e o custo de instalação de filtro para proteger o sinal de antenas parabólicas de interferências. Mapa das privatizações: governo tem 115 projetos em carteira e quer leiloar 64 projetos em 2020 No leilão de 5G serão ofertadas quatro faixas de frequência: 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz. A faixa de 3,5 GHz é a que desperta mais interesse das empresas de telefonia. As faixas de frequências são espectros usados, por exemplo, para a oferta de telefonia celular e de TV por assinatura. Infográfico explica o que é o 5G Fernanda Garrafiel/G1

Há opções para alfabetizados, trabalhadores com ensino fundamental e médio, cursos específicos e graduação. Desenvolve Santa Bárbara fica em shopping na Rua do Ósmio Comunicação/Prefeitura de Santa Bárbara d'Oeste O Desenvolve S. Bárbara, posto do trabalhador de Santa Bárbara d'Oeste (SP), oferece 71 vagas de emprego disponíveis com carteira assinada. Há opções para alfabetizados, trabalhadores com ensino fundamental e médio, cursos específicos e graduação. As vagas podem ser encerradas sem aviso prévio. Os interessados devem levar RG, CPF e Carteira de Trabalho no Desenvolve S.Bárbara, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. Ela está localizada no VIC Center (Rua do Ósmio, 975, Jardim São Fernando, Santa Bárbara d'Oeste). Confira a relação completa de vagas: Vagas para alfabetizado: Contra mestre Engrupador(a) Instalador de som automotivo Marmorista Mecânico diesel líder Operador(a) de colhedora II Tosador(a) Vendedor(a) externo Vagas para ensino fundamental (1º grau): Borracheiro Botoneira Cortador Vagas para ensino médio (2º grau): Chefe de cozinha Desenhista/ projetista Encarregado de montagem de estruturas metálicas Fresador Instalador de esquadrias de alumínio e vidros Instalador de vidros Mandrilhador Mecânico de refrigeração Montador de esquadrias de alumínio e vidro Motorista veículo leve Operador de programador (centro de usinagem) Operador (de telemarketing) Processista Retificador/ montador Vendedor(a) externo Vagas que exigem cursos: Banhista/ tosador: curso na área Designer gráfico/ web: curso de informática na área Esmerilhador: curso na área Mecânico de manutenção industrial: curso de mecânica Modelista: curso de técnico de modelagem e profissionalizante de Audaces Operador torno CNC: curso na área Operador de torno mecânico: curso na área Operador de torno CNC: curso na área Programador de torno CNC: curso de CNC Técnico de informática: curso técnico de informática Vagas para graduação: Assistente de vendas Consultor(a) imobiliário Estagiário(a) de gerenciamento de resíduos Farmacêutico(a) Programador(a) de web Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba